sexta-feira, 13 de maio de 2016

Ônibus: queda na demanda em Fortaleza foi de 6,8%

A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) percebe uma crise histórica na redução da demanda de passageiros. Em Fortaleza, no segundo semestre de 2015 chegou a 6,8%. Em nove das principais capitais brasileiras foi a 9%. Em Teresina (PI) atingiu 10%. 

Para o diretor-técnico da NTU, André Dantas, a explicação passa pela queda da atividade econômica e também pela piora da mobilidade urbana. Há menos gente viajando.

Isto acontece em meio a paradoxo. Há 485 projetos num valor total de R$ 30 bilhões em investimentos públicos em 79 municípios. A maioria na garagem. Para André, a agenda lotada dá um sinal: vivemos o agravamento da crise de mobilidade. 

Em boa medida, a responsável pela deterioração da qualidade de vida no País. Ele veio a Fortaleza participar de evento técnico com o Sindiônibus e ficou bem impressionado com a cidade. André considera o corredor da Bezerra de Menezes um case. Mas também defende o cumprimento dos contratos. Como se sabe, os aumentos de tarifa têm sido abaixo do que cobram as planilhas das empresas, o que implica renovação de frota menor, por exemplo.
Fonte: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados