terça-feira, 21 de junho de 2016

Cooatraps terá dez topiques com ar-condicionado e Wi-Fi

A quantidade de gente por metro quadrado e a alta temperatura faz com que o pintor Agobar Vasconcelos, 55, morador do Planalto Pici, tenha um desejo. “Com todas minhas forças, quero muito mais veículos para a linha 755 (Conjunto Alvorada/North Shopping)”, conforme diz. “E se viesse ainda geladinho, hein? Ia ser bom demais”, sonha. Popularmente conhecidas como linhas de topique, os coletivos devem ganhar, até o fim do ano, novos 40 micro-ônibus com ar condicionado e Wi-Fi. Até a segunda quinzena de julho, 10 novos carros já devem entrar em circulação na Cidade.

Os 40 carros foram adquiridos por investimento de cerca de R$ 20 milhões da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps) devem complementar, e não substituir, os veículos já em operação. Isso vai fazer com que diminua o tempo de espera. Atualmente, existem 14 linhas de transporte complementar e 200 veículos em circulação.

A decisão anunciada pelo prefeito Roberto Cláudio, em abril deste ano, é de que todos os veículos do transporte público coletivo que entrem em circulação tenham obrigatoriamente Wi-Fi e ar-condicionado.

As linhas em que vão operar os novos veículos ainda não foram definidas. De acordo com Célio Nonato Rodrigues de Lima, diretor presidente da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps), os micro-ônibus serão usados nas linhas com mais passageiros. Entre as opções, estão a 712 (Conjunto Palmeiras/Papicu), 703 (Paupina/ Pici), 755 (Conjunto Alvorada/ North Shopping e 757 (Vila Velha/Centro). Diariamente, cerca de 120 mil passageiros usam o transporte complementar, segundo dados da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

O chefe da Divisão de Planejamento da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Miguel Guimarães, aponta que a idade média de funcionamento dos micro-ônibus do transporte complementar é de cinco anos. “Claro que o efetivo de mais usuários deve ajudar a definir para qual linha vai o novo transporte”, informa.

Novidade bem-vinda
A decisão agradou a estudante e depiladora, Malu Sena, 55. “Vai ser muito bom para a população. Andar no ventinho gelado e ainda usando a Internet do celular”, estima.

O medo da violência, porém, promete ser um dos principais entraves para o uso do Wi-Fi no transporte complementar. A promotora Fátima Dutra, 34, pega diariamente a topique 755, fazendo integração com o ônibus que vem do bairro Henrique Jorge, onde mora, para se deslocar até um shopping em que trabalha. “Pode melhorar no conforto, ter o vento gelado do ar condicionado. Mas eu vou ficar com receio de usar o celular e o Wi-Fi, por medo de assalto”, afirma. Apesar disso, hoje já é rotineiro ver as pessoas usando smartphones nos ônibus e topiques, com ou sem Wi-Fi.
Com informações: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados