sexta-feira, 10 de junho de 2016

Três linhas de topiques retornam à Bezerra de Menezes

Três linhas do sistema de transporte complementar da Capital voltaram a trafegar pela Avenida Bezerra de Menezes, via com uma das maiores demandas por transporte coletivo na cidade. As linhas 713 (Santos Dumont/Perimetral), 755 (Conjunto Alvorada/North Shopping) e 757 (Vila Velha/Centro), cujas rotas haviam sido desviadas para ruas adjacentes como parte do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (Paitt), agora circulam dentro do corredor expresso implantado na avenida.

A mudança nos itinerários ocorreu após pedidos feitos tanto por usuários como pela própria cooperativa responsável pelo transporte complementar na Capital, a Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps). Para os passageiros, a transferência das rotas para outras vias, promovida em 2015 pela Prefeitura Municipal para reduzir a sobreposição de rotas e priorizar o fluxo de ônibus com maior capacidade, resultou em mais demora no trânsito.

"Quando mudaram os trajetos, ficou muito ruim. A linha 757 estava dando uma volta muito maior, demorava quase uma hora para a gente chegar no destino", afirma a auxiliar Isabela Moreira.

O operador Fernando Lima, que costuma utilizar a linha 713, argumenta, ainda, que a mudança reduziu as opções de coletivos disponíveis na avenida. "Estava muito afogado. Para quem ia para a Aldeota, por exemplo, quase não tinha mais opções", diz.

Já para a Cootraps, conforme afirma Célio Rodrigues, presidente da entidade, a retirada das linhas da Avenida Bezerra de Menezes provocou a queda no número de passageiros. "Ficamos algum tempo operando desse jeito, mas não dava para manter. Por isso, procuramos a Prefeitura", afirma.

Análise
O chefe da divisão de Planejamento da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Miguel Guimarães, explica que o órgão avaliou os pedidos e optou por fazer uma experiência realocando as linhas para a via. "Vimos que o retorno dessas linhas seria muito vantajoso para os usuários, já que a Bezerra de Menezes é um grande polo da cidade, com mercados, shopping, escolas" diz.

No entanto, ele destaca que a alteração pode ser apenas temporária. Por conta da implantação do corredor Antônio Bezerra/Papicu, prevista para esse ano, as linhas correm o risco de serem removidas novamente. "Quando o corredor estiver finalizado, devem começar a circular mais linhas de ônibus articulados e de altas velocidades, então pode ser que elas tenham que sair", diz. "Mas, quando isso acontecer, vamos fazer uma análise. Pode ser até que continue desse jeito", acrescenta Guimarães.

Alteração de trajeto reduzirá tempo de viagem
Pelo menos uma vez por semana, a estudante Tainá Matos utiliza as vans da linha 757 para ir do bairro onde mora, Jardim Guanabara, até a Av. Bezerra de Menezes ou ao Centro. Ela conta que, com a mudança inicial do percurso realizada por conta do Paitt, o tempo de viagem havia dobrado. Agora que a linha voltou à avenida, espera que o trajeto seja feito de forma mais rápida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados