quinta-feira, 21 de julho de 2016

Volvo aumenta a competição no segmento de ônibus urbano de Fortaleza

Por Fortalbus
A Volvo começou sua produção no Brasil no ano de 1979, fabricando motores e chassis de ônibus B58. Iniciava assim um novo conceito de chassis para ônibus no País, com um moderno e inédito motor localizado abaixo do salão de passageiros. O B58 havia sido escolhido porque era o mais bem-sucedido chassi de ônibus da marca naquela época, tinha um inovador motor entre-eixos, suspensão a ar e, como opcional, uma caixa de câmbio automática.

Neste período a marca Volvo conquistou seu espaço no mercado nacional, tendo seu auge aqui no transporte coletivo de Fortaleza no final da década de 80, e inicio dos anos 90. A criação do Sistema Integrado de Transporte em Fortaleza impulsionou as vendas locais, mediante a orientação da prefeitura por veículos com motor traseiro e central para as operações das grandes linhas troncais e circulares.

Com o inicio dos primeiros anos do SIT-FOR, a Volvo foi perdendo espaço para as intensas renovações de frota com veículos de motor dianteiro, manutenção mais minuciosas e de alto custo fez com que seu produto deixasse de ser competitivo. Mas a realidade começou a sinalizar uma mudança com o lançamento do B270F, sendo o primeiro chassi com motor dianteiro da Volvo.

Em termos de representatividade local, as vendas de chassi Volvo no urbano de Fortaleza ainda é tímida, mas é significativa tendo em vista o espaço conquistado paulatinamente. Os bons resultados da Volvo em Fortaleza tem todos os méritos do trabalho da marca, juntamente com sua concessionária, a Apavel. 

Hoje no sistema urbano, a Volvo está presente com 26 unidades em operação, distribuídas em sua grande maioria na frota da Viação Santa Cecília, entre eles o primeiro articulado de Fortaleza na era BRT. Recentemente a Volvo conquistou mais um cliente, a Maraponga Transportes provando que a marca tem folego para conquistar mais espaço, num mercado que antes era ocupado por duas marcas de chassi.

O grande sucesso que firmou a retomada de mercado da Volvo em Fortaleza se deve ao B270F, que é produzido para ser o mais leve de sua categoria, em torno de 400 quilos a menos em relação aos demais, o projeto, com estrutura de longarina e travessas em escada, foi concebido para facilitar o trabalho das encarroçadoras, os balanços dianteiro e traseiro permitem a montagem de carrocerias de até 12,80 metros sem a necessidade de alteração na distância entre eixos original de 5,95 metros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados