quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Empresa restaura raro ônibus Ciferal 1978

Não estranhe a sensação de voltar no tempo ao se deparar com este ônibus de cores bege e vermelha. Fabricado em 1978 pela extinta encarroçadora carioca Ciferal, o modelo Urbano chassi Mercedes-Benz LPO-1113 foi totalmente restaurado por uma empresa de Poços de Caldas, na região Sul de Minas Gerais. O coletivo chama a atenção por onde passa, participando até de encontro de veículos antigos. O zelo ao exemplar, único do tipo no estado, rendeu até um apelido para ele: Nono, que em italiano quer dizer Vovô.

Adquirido zero-quilômetro há 38 anos pela empresa Circullare, hoje controlada pelo grupo belo-horizontino Omnibus, o ônibus foi utilizado em diversas linhas da empresa, até 1988, quando foi adaptado para realizar o transporte de alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) do município, a 460 quilômetros de Belo Horizonte. 

Dali em diante, Nono serviu como carro de teste de motoristas durante os processos de seleção, até que a atual administração da empresa decidiu fazer a restauração completa, do estofamento dos bancos (em tom azul-claro) às chapas da carroceria, passando pelo motor e a reconstrução de peças não mais encontradas. Todo o processo consumiu cerca de três anos de trabalho.

A decisão em restaurá-lo tem como objetivo preservar a memória do coletivo, que por muitos anos serviu a população de Poços de Caldas. “Após a restauração, este carro será utilizado no transporte de crianças de creches e escolas do município e também participará de exposições de carros antigos”, explica o coordenador de qualidade da Circullare, Douglas Silva.

Nas ruas de Poços de Caldas, Nono desperta as mais diferentes emoções. A primeira apresentação após a reforma ocorreu durante o evento Poços Classic Car, em agosto, onde o ônibus chamou a atenção principalmente dos moradores da cidade, que se recordaram da época em que o coletivo circulava nas linhas. O Ciferal também foi saudado por ex-funcionários da empresa.
Com informações: Bruno Freitas/Faixa Exclusiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados