segunda-feira, 19 de setembro de 2016

O rápido desaparecimento da marca Cia. São Geraldo

Por Fortalbus
Há um ano foi anunciado a proposta de encerramento das atividades da Companhia São Geraldo de Viação e Transporte, deixando sua participação no segmento de transporte rodoviário de passageiros. Aos poucos, os ônibus com o nome e as cores da São Geraldo foram deixando de ser vistos nas rodovias brasileiras.

Fundada no anos 1960 por um grupo de empresários mineiros como Benito Porcaro, Dário Grossi, Augusto Braga, Chiquito Lopes e Pedro Cabral. A empresa teve assim um importante papel no setor. A Família Porcaro tornou-se um dos maiores acionistas da São Geraldo. Nos anos de 1980, após a cisão, a São Geraldo teve a sede transferida para Belo Horizonte. De propriedade da Gontijo desde dezembro de 2003, a Cia. São Geraldo conta atualmente com cerca de 800 coletivos e opera aproximadamente em cem linhas rodoviárias. 

A Gontijo, fundada em 1949 por Abílio Gontijo que começou no setor de transportes em 1943 há um ano anunciava então o fim da empresa que foi concorrente por vários anos na ligação entre o sudeste e o nordeste brasileiro. A migração das linhas operadas pela viação São Geraldo para a Gontijo, teve a intenção de ampliar a estrutura rodoviária, oferecida pelo grupo que até então tinha duas marcas fortes. 

A São Geraldo permaneceu sobe o comando da Gontijo desde 2003. De lá pra cá, vários veículos foram transferidos para atender o fluxo rodoviário de ambas as empresas, mas no último ano a transferência praticamente chegou a sua totalidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados