terça-feira, 25 de outubro de 2016

Marcopolo cria poltrona antissono para motoristas de ônibus

A Marcopolo está desenvolvendo uma “poltrona antissono” para seus ônibus. O protótipo, que está em fase de testes, será apresentado pelo gerente de design e inovação da companhia, Petras Amaral, no Congresso SAE Brasil, em São Paulo.

O dispositivo está sendo elaborado intermédio do Innovation Center da empresa, em parceria com o Centro Multidisciplinar de Sonolência e Acidentes e a Woodbridge. A nova poltrona tem como objetivo prolongar o estado de alerta e atuar durante as fases de sonolência e fadiga do motorista de veículos pesados e, assim, reduzir os acidentes causados no transporte de pessoas e de carga.

Batizada de Antisleep Seat, é equipada com dispositivos de distração mecânica e fisiológica que atuam para prolongar o estado de alerta nesses profissionais nos momentos e horários críticos.

As empresas desenvolveram em conjunto a patente de um sistema de monitoramento de fadiga para motoristas, por intermédio de estímulos provocados pela poltrona.

Estudos apontam que os principais motivos e causas da sonolência ao volante são fadiga física e mental, privação e restrição de sono, muitas horas acordado (mais de 16), situações de monotonia e homeostasia corpórea por resfriamento da temperatura central associados a esses fatores.

Segundo Amaral, a Antisleep Seat pode ser tratada como um sistema antifadiga e não simplesmente como uma poltrona. No futuro as empresas já preveem a integração desta com dados do padrão de sono dos motoristas, bem como da gestão de frota dos operadores em tempo real. Os testes finais e a apresentação da poltrona a clientes e operadores estão previstos para ocorrer entre o final deste ano e o início de 2017.

7 comentários:

  1. Ótima idéia, vai ajuar bastante os motoristas rodoviários, os quais ficam mais tempo naquela posição, garantindo uma maior segurança ao mesmo como também dos passageiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vc acha que os empresários vão querer pagar mais caro por isso? Infelizmente,não.

      Excluir
  2. Gostei do projeto, penso que vai contribuir e muito. Se essa poltrona auxiliar na redução ou inibição do sono e reduzir apenas um acidente no trânsito, já valeu a pena.

    ResponderExcluir
  3. Espero que seja confortável também, pois até agora são poucas as poltronas para motorista de ônibus que deixam os motoristas confortáveis, nos motoristas sofremos muito com isso, e acho que o principal motivo da fadiga não é nem tanto pelas horas de trabalho mas sim pelo mal posicionamento do corpo que provoca Cançaso.

    ResponderExcluir
  4. o lu Freitas qualquer empresario paga sabe porque o que eles não querem o veículos deles envolvidos em acidentes tanto pela a perda do equipamento como como pelo o valor de indenização.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados