quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Vinte anos sem a Empresa Iracema

Por Fortalbus
Há 20 anos atrás, encerrava as operações uma empresa que marcou a história do transporte coletivo de Fortaleza. A Empresa Iracema que teve grande parte de suas operações voltadas para os bairros praianos, desde a Praia de Iracema até o Caça e Pesca. Sua operação e pioneirismo no transporte até hoje é lembrando, com muito saudosismo. 

A Empresa Iracema, operou durante seis décadas transportando os fortalezenses apesar das inúmeras dificuldades. Em 1996, a Empresa Iracema encerrou suas atividades, tendo suas linhas transferidas para as Empresas Auto Viação Fortaleza, Cialtra, Irmãos Bezerra e Maraponga.
Todos os méritos da construção dessa trajetória desde 1936, se deve ao pioneiro José Setúbal Pessoa, que construiu a base para uma grande empresa, porém, não pôde dirigir seu patrimônio juntamente com sua família. Méritos também à Dona Maria Gisete, que teve a missão de continuar o trabalho pelos anos seguintes, permanecendo no comando da empresa até o encerramento das atividades da saudosa Iracema. 

O primeiro salto na ampliação da empresa ocorreu em 1947, com a desativação dos bondes da Ceará Light, fazendo com que a Empresa Iracema e demais empresas da cidade, ampliasse a frota para atender a demanda de usuários, principalmente nas linhas da região do centro, praia de Iracema e Aldeota. No mesmo ano, outro fato beneficiou a Empresa Iracema, a inauguração do Porto do Mucuripe.

A Empresa Iracema foi pioneira na instalação de catracas nos ônibus de Fortaleza, conhecidas como “borboletas” que chegaram no ano de 1964. A linha Casa de Saúde São Raimundo foi a primeira beneficiada com esse sistema, que tinha o equipamento instalado no centro do corredor, através dele, era feita a cobrança das passagens. Naquele momento, a Empresa Iracema empregava 130 funcionários com uma frota de 40 veículos, entre carros de socorro, serviço, reboque e fiscalização.

Após a morte do fundador José Setúbal Pessoa, que veio a falecer no ano de 1972, aos 62 anos de idade. Sua esposa, D. Maria Gisete Costa Pessoa, assumiu o comando da empresa. A Empresa Iracema seguiu evoluindo nos anos seguintes, chegando a ser registrada em 1978 como Organização José Setúbal Pessoa Ltda. No final daquela década, além da Praia de Iracema, sua linha pioneira, alcançava também outras linhas como Caça e Pesca e a Barra do Ceará, nos dois extremos da zona praiana de Fortaleza, servindo em toda a sua extensão.

No começo da década de 1980, já com sua inesquecível pintura verde em forma de vela, servia as linhas Dom Luiz, Varjota, Serviluz, Castelo Encantado e Meireles, além das compartilhadas com outras empresas, Messejana/Cais do Porto, Barra do Ceará/Cais do Porto e Circular.

Para comemorar seu 50º aniversário, a Empresa Iracema foi a primeira empresa a trazer o modelo Ciferal Jardineira para Fortaleza, um veículo urbano especial que passou a operar na linha Praia/Circular. O ônibus tinha motor traseiro, janelas panorâmicas e pintura desenvolvida exclusivamente para o modelo. Além da evolução das carrocerias naquela década, a Iracema adquire o moderno Mercedes-Benz O371 em 1988, o Volvo B58 e o primeiro Scania F112HL motor dianteiro e carroceria Ciferal Padron Alvorada.

Com a implantação do sistema integrado de transporte, além da reformulação de algumas linhas da cidade, a Iracema passa a incorporar veículos do tipo “padron” equipados com porta central. Nesta fase, chegou a ter uma das maiores frotas da cidade com cerca de 100 veículos.

Mas as mudanças com a chegada do sistema integrado não pareciam ter sido favoráveis para a mais antiga empresa de Fortaleza, que acumulavam uma dívidas. A Empresa caiu numa decrescente, perdendo veículos e sendo obrigada a ceder suas linhas para outras operadoras. No último mês de operação, sua frota nas ruas não chegava a 30 veículos distribuídos em apenas quatro linhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados