terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Os micro-ônibus usados na frota da Pégasus Transportes

Por Fortalbus
Em 2009 o governo dividiu o estado do Ceará em bacias. No total foram oito, das quais cinco empresas levaram os lotes disponíveis: Empresa São Benedito, Expresso Guanabara, Viação Princesa, Fretcar e Via Metro. O lote que estava pendente era o de número 5, que tem Itapipoca/Acaraú como municípios pólos. A concorrência foi aberta em junho de 2009, data em que o Tribunal de Justiça já houvera cassado dezenas de liminares em processos interpostos por médios e pequenos empresários inconformados com as exigências contidas no edital. Uns estrilaram até sem razão, porque ficaram de fora por falta de condições para atender exigências básicas.

Uma dessas empresas era a Pégasus Transportes, que trazia como sua marca uma das figuras mais emblemáticas da mitologia grega, o cavalo com asas considerado símbolo da imortalidade, a Pegasus atuou no transporte intermunicipal de passageiros no Ceará entre 2004 e 2010, com linhas que ligavam Fortaleza à cidades e praias do litoral oeste do Estado, como Paracuru, Paraipaba e São Gonçalo do Amarante. 

Diante da grande concorrência com o transporte clandestino, a Pégasus Transportes optou mudar sua operação, dando mais agilidade com uma frota de seis microônibus Marcopolo Senior/Mercedes-Benz LO-915, todos com ar-condicionado. A aquisição desses veículos climatizados trouxe um conforto a mais aos passageiros, principalmente para aqueles que se dirigiam para o destino mais procurado, a cidade de Paracuru.

A Empresa surgiu em 2004 com a cisão da Empresa Brasileiro Transportes, onde parte de suas linhas não adquiridas pela Expresso Guanabara, e o restante das operações foram divididas entre a Litorânea e a própria Pegasus. Cada uma atuava com sua região específica de atuação, a tradicional empresa deixou de herança para a Litorânea a sua identidade visual, já o símbolo que estampavam dos executivos da Brasileiro, o cavalo Pegasus, serviu de inspiração para a marca da Pégasus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados