quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Venda da Itapemirim é um passo na consolidação do setor de transportes

O segmento de transportes, atingido em cheio pela crise, começa a passar por um processo de vendas e fusões. A viação Itapemirim, por exemplo, está em processo de fusão com a Kaissara, operação confirmada pela nova empresa, que será comprada por um trio de investidores; o anúncio oficial será feito nos próximos dias. Outros passos nesse sentido devem acontecer em 2017.

A longa recessão fragilizou o setor. De acordo com o IBGE, o volume dos serviços de transportes acumula queda de 7,6% em um ano até outubro; nos 12 meses anteriores o segmento já havia perdido 4,6%. As companhias que estão capitalizadas querem aproveitar o momento para comprar concorrentes, movimento que o mercado chama de consolidação.

Patrícia Poubel Chieppe, diretora executiva da Vix Logística, conta que, apesar da atuação nacional e internacional da companhia, ela detém menos de 1% do mercado local de logística, que movimenta algo como R$ 700 bi ao ano. A crise pode mudar um pouco as características do setor, formado por muitas empresas pequenas e regionais.

— O contexto econômico de recessão prolongada, normalmente resulta em processos de consolidação, no qual as empresas mais competitivas se destacam na ampliação de atuação no mercado. A Vix tem uma ampla capacidade de investimento e disposição para fazer aquisições e alianças estratégicas — diz Patrícia.

Medir a temperatura do setor de transporte é uma boa forma de analisar a economia. A executiva conta que o investimento da Vix em veículos leves em 2016 foi o menor dos últimos 8 anos. Mas em 2017 o desempenho deve ser um pouco melhor, o que dá uma perspectiva positiva às montadoras.

Patrícia espera que a queda nos juros ajude a acelerar a demanda e coloque as empresas de transportes novamente no caminho do crescimento. Enquanto isso não acontece, compras e fusões devem continuar acontecendo.
Com informações: O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados