sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Os novos rumos da encarroçadora de ônibus Neobus

Desde o dia 1º de fevereiro, a Neobus tem um novo diretor. O executivo Alexandre Pontalti dará continuidade ao trabalho de então diretor Edson Tomiello, fundador da empresa e que passa a ser membro do Comitê Executivo da fabricante.

Há 13 anos na companhia, Pontalti, 52 anos, atuava até então como diretor administrativo-financeiro. Ele dará prosseguimento ao trabalho de crescimento e fortalecimento da marca iniciado e efetuado por Tomiello desde a fundação da Neobus, em 1991, e que a tornou reconhecida no Brasil e no exterior.

“A Neobus tem como desafio e objetivo ampliar a sua presença no mercado nacional e, sobretudo neste momento da economia brasileira, buscar crescer no exterior, por intermédio da intensificação de suas exportações. Para isso, vamos seguir trabalhando focados na eficiência operacional, na elevação do padrão de qualidade e produtividade, e no estreitamento do relacionamento com os clientes e com o mercado”, destaca Pontalti.

Depois de 26 anos à frente da Neobus, Edson Tomiello passa a atuar como membro do Comitê Executivo. A mudança faz parte do plano estratégico da empresa e tem como objetivo colaborar para as metas de crescimento da fabricante.

“No Comitê Executivo, poderei me dedicar melhor, como empreendedor que sempre fui, às questões estratégicas e focado no futuro dos negócios da Neobus. Nesse momento de transição, continuarei acompanhando a atuação da empresa junto ao mercado. Esta alteração faz parte do processo evolutivo da companhia e já estava planejada”, explica Tomiello.

A Neobus é uma das fornecedoras líderes para os sistemas de BRTs do Brasil e da América Latina. Teve início com a produção de componentes para a indústria automotiva e, em 2000, passou a se dedicar, de forma integral, ao desenvolvimento de veículos para o transporte de passageiros, iniciando com a produção do micro-ônibus Thunder+, um produto diferenciado e estruturado para o trânsito pesado.

Sempre focada na inovação, lançou diversos modelos diferenciados, como o Spectrum, em 2002, o Thunder Plus, em 2004, e as linhas Spectrum Road e Spectrum Class, em 2006 e 2008, respectivamente. Em 2010, desenvolveu o MEGA BRT e, em 2012, o seu primeiro modelo rodoviário, com a linha New Road N10.

Com cerca de 1.200 colaboradores, possui unidades fabris no Brasil e no México.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados