sexta-feira, 7 de abril de 2017

Novo sistema de transporte escolar é alvo de críticas em Caucaia

Por Fortalbus
Nesta quarta-feira (05), vem circulando nas redes sociais, um vídeo na qual retrata as péssimas condições na qual os estudantes da cidade de Caucaia são transportados. Recentemente o transporte escolar do município passou por mudanças, com o ingresso de duas novas empresas responsáveis por executar as as rotas escolares definidas pela Prefeitura. As empresas Potiassu e Brasel, iniciaram as operações com ônibus escolares de Caucaia, no lugar da Empresa Vitória.

O transporte escolar é um serviço pago pela Prefeitura municipal, o pagamento é feito através de uma tabela fixa por quilômetro rodado. Esse tipo de transporte deve seguir uma série de exigências contratuais contidas no Código Brasileiro de Trânsito, entre elas, a identificação com a faixa amarela e letras pretas, indicando que se trata de transporte escolar, a qualificação do motorista em curso específico de transporte escolar, a presença de monitores dentro de cada ônibus, entre outros. Segundo o site da Prefeitura de Caucaia, o transporte escolar foi ampliado, passando de 25 para 32 rotas terceirizadas. 

Propaganda do transporte escolar de Caucaia
Mas essa mudança de empresa terceirizada fez cair a qualidade do transporte oferecido aos alunos, conforme as denúncias mostradas no vídeo. Segundo relato dos alunos da zona rural, os ônibus que foram disponibilizados para esse transporte, demostram péssimas condições de manutenção, com janelas fechadas, cadeiras com estofados totalmente rasgados e sujas, fios a amostra e várias partes do veículo com ferrugem, indo totalmente na contra mão do serviço caro pago pela prefeitura. 

A gravidade das denuncias fizeram o vereador Mickauê, se posicionar na câmara municipal em favor das vidas desses alunos, cobrando explicações e melhorias para o transporte escolar em Caucaia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados