quarta-feira, 14 de junho de 2017

Dez anos sem o Expresso Asa Branca operando linhas rodoviárias

Por Fortalbus
As cores que traduziam a curta duração da Expresso Asa Branca, completa uma década de ausência no transporte intermunicipal de passageiros do Ceará. Entre 1996 e 2007, a empresa foi responsável pelas ligações entre Fortaleza e as cidades ás margens da BR-020. A Expresso Asa Branca era do mesmo ramo familiar da Expressul e as duas empresas ostentavam a mesma identidade visual. 

As operações da Expresso Asa Branca deu inicio em dezembro de 1996, quando os fundadores Aldenor Rabelo e sua esposa Maria Lucia deu inicio a linha interestadual Fortaleza x Exu (Pernambuco). Uma curiosidade da Expresso Asa Branca, era os dois últimos dígitos do prefixo se referia ao ano em que o veículo havia sido incorporado à frota.

O surgimento das operações da Expresso Asa Branca nas linhas intermunicipais do Ceará ocorre a partir da compra de grande parte das linhas exploradas pela Redentora no ano de 2001, adquirindo assim o direito de atuar nas linhas; Fortaleza/Arneiroz, Fortaleza/Marrecas, Fortaleza/Baixio, Fortaleza/Mombaça, Fortaleza/Pedra Branca, Fortaleza/Boa Viagem, Fortaleza/Parambu e Tauá/Senador Pompeu.

A Expresso Asa Branca buscava ser sempre um referencial na prestação de serviços rodoviários, oferecendo conforto, qualidade, prazer, bom atendimento e inesquecíveis viagens. Sua frota de ônibus chamava atenção por conta da modernidade, manutenção e higiene completa para satisfazer seus passageiros.

Em 2007, a Expresso Asa Branca passou por um processo de venda das suas linhas intermunicipais, nascendo assim a Viação Princesa dos Inhamuns, que posteriormente participava e vencia o lote 3 da licitação do transporte rodoviário cearense. Com a venda das linhas intermunicipais, a Asa Branca passa a operar apenas na locação de veículos para Turismo.

2 comentários:

  1. Essa época era muito boa várias empresas muitas opções.
    Parabéns Cid Gomes por extinguir as empresas cearenses

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados