sexta-feira, 23 de junho de 2017

Sindiônibus vai realizar fase de testes com embarque pela porta da frente

Por Fortalbus
A informação equivocada da possível mudança do embarque nos ônibus para a porta dianteira vem causando um grande reboliço, principalmente para quem acompanha e trabalha no setor de transporte coletivo. Entretanto, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus) negou a decisão sobre mudança no transporte de passageiros. 

O Sindiônibus esclareceu que vai realizar alguns testes sob recomendações dos fabricantes de chassis e encarroçadoras de ônibus em relação à distribuição de peso dentro do veículo. Para as empresas de ônibus que operam linhas urbanas, a permanência do embarque traseiro sempre foi alvo de reclamações, por conta da falta de equilíbrio no veículo. 

A entrada pela porta dianteira deixa grande parte do peso mais balanceado, já que o eixo traseiro do ônibus, dispõe de quatro pneus, suportando melhor o volume de passageiros. O acúmulo de passageiros sobre o eixo dianteiro onde conta com dois pneus, é responsável por um desgaste mais rápido do veículo.

A possível informação da transferência das catracas para as proximidades da porta dianteira, gerou vários comentários negativos, desde a mudança de hábito dos usuários no embarque, até a desconfiança entre os cobradores que trabalham no setor, que não teriam seus postos de trabalhos garantidos, tendo em vista que em Fortaleza, os ônibus que atuam com embarque dianteiro não há a função do cobrador.

A verdade nisso tudo é que o Sindiônibus estuda implementar embarque pela porta da frente em algumas poucas linhas de ônibus em Fortaleza, através de um projeto piloto. Os testes ainda não têm data para começar, mas terão como objetivo avaliar os resultados da mudança para os passageiros. 

O Sindiônibus informou que vai divulgar em breve quais serão as linhas que receberão o projeto piloto, mas já adiantou, que serão poucos coletivos que participarão dos testes.

Vale a pena lembrar que nas capitais brasileiras, o embarque do passageiro através da porta traseira só acontecem em Fortaleza e Macapá, o restante das capitais já adotam o embarque dianteiro e na maioria delas com a função do cobrador mantida.

Um comentário:

  1. Com o passar do tempo, percebemos o "grau" de comprometimento de certas pessoas com o intuito de se promover com alguma coisa (nesse caso, informação), não importando se é verdade ou não. Felizmente, somos livres para propagar o que quisermos, porém, em tal intensidade somos atrelados à responsabilidade com aquilo. Fica a reflexão, o termo conciso da minha fala é a cautela. Abraço.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados