sexta-feira, 14 de julho de 2017

Além de Fortaleza, ônibus metropolitanos também vão testar a catraca na frente

Por Fortalbus
A partir desta segunda-feira (17/07), muitos passageiros vão ser pegos de surpresa na hora de embarcar em alguns ônibus que circulam pela cidade. Isso porque a posição da catraca será transferida para a porta da frente em 57 ônibus de três portas que atendem 18 linhas urbanas de Fortaleza. 

Esse projeto piloto tem como objetivo melhorar a agilidade no processo de embarque e desembarque, bem como a segurança e a acomodação dos usuários preferenciais. A mudança faz parte de um projeto piloto que pretende adequar a distribuição da demanda no interior dos veículos à sua construção mecânica. 

Os ônibus utilizados operam em linhas de pequenos trajetos e demandas, que realizam rotas alimentadoras, interligando os bairros aos terminais. Em Fortaleza, o embarque pela porta dianteira até então só ocorria nos micro-ônibus e nos micrões, sem a presença do cobrador. 

Nessa fase de testes a presença do cobrador será mantida, a única mudança só deverá ocorrer em relação ao posicionamento da catraca. Hoje a cidade de Fortaleza conta com 2.251 ônibus em sua frota cadastrada, sendo 440 com ar condicionado e 200 com internet a bordo via wi-fi. 
Macapá ainda mantém o embarque pela porta traseira
Atualmente Fortaleza e Macapá são as únicas capitais que ainda mantém a catraca posicionada na parte traseira dos veículos, fugindo da tendência adotada em grande parte do Brasil

Ônibus da região metropolitana também participará dos testes
A partir da próxima segunda-feira (17), alguns veículos que circulam na região metropolitana de Fortaleza também vão adotar o embarque pela porta dianteira, a primeira empresa de ônibus que anunciou a mudança foi a Via Metro, através de suas operações na linha 179 - Pajuçara

Inicialmente o teste no metropolitano vem sendo tratado pelas operadoras como medida opcional, mas logo deverá seguir a tendência na qual a capital vem passando.

Um comentário:

  1. Testar isso já testamos nos início dos anos 90. E nenhum usuário de Fortaleza gostou. Esse "teste" é só um pretexto para num futuro próximo, extinguir a função de cobrador. Cadê que os empresários nos oferece poltrona acolchoada nos ônibus e motorização traseira nas linha de maior demanda pelo mesmos? Nada! Eles só pensem em seus lucros!

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados