sábado, 15 de julho de 2017

Os Correios dentro dos ônibus da CTC Fortaleza

Por Fortalbus
Anos atrás, quando as cartas ainda eram um dos principais meios de comunicação à longa distancia, não imaginávamos a facilidade que seria os atuais tempos modernos, onde resolvemos quase tudo apenas com alguns cliques de computadores. E o que dizer das redes sociais, onde compartilhamos fotos e transmitimos mensagens em tempo real? Evolução da tecnologia e do da facilidade do acesso a estes recursos tão importantes para o dia a dia.

Mas em 1995, uma experiência inédita no Brasil chegava a Fortaleza através da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e a Companhia de Transportes Coletivos (CTC), eram caixas de coletas de correspondências instaladas no interior dos veículos. Com isso, os usuários do transporte coletivo de Fortaleza, podiam postar correspondência sem sair dos ônibus, desafogando assim as agências da ECT.

Foram cerca de 15 caixas instaladas nos ônibus que faziam a linha Antônio Bezerra/Unifor, que dependendo da avaliação dos usuários, o serviço poderia ser estendido para outras linhas da cidade.

O diretor-regional da ECT naquela época, João Neto Lobo, esperava que a população de Fortaleza recuperasse a confiança nos serviços postais, garantindo que a correspondência colocada nessas caixas seriam recolhidas e enviadas para o destino no mesmo dia, de acordo com os horários de postagem.

A caixa idêntica às antigas encontradas facilmente pelas ruas, ficava na parte traseira do ônibus, quase em frente à catraca. Num ato simbólico, o então prefeito de Fortaleza, Antônio Cambraia foi o primeiro a colocar carta numa das caixas coletoras dos ônibus da linha Antônio Bezerra-Unifor. Infelizmente essas caixas dos Correios localizados no interior dos veículos durou pouco, pois a população não utilizava tal serviço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados