terça-feira, 26 de setembro de 2017

A trajetória da Jotude no transporte rodoviário pernambucano

Por Fortalbus
Por mais de 30 anos, parte da história do transporte rodoviário de Pernambuco foi escrita pelos ônibus e cidades atendidas pela Jotude, a história da empresa remete a cidade de Garanhuns, onde surgia suas operações. A Jotude tem suas raízes através do pioneirismo de um homem, João Evangelista Tude de Melo, que na cidade de Garanhuns em 1932 fundou a Empresa Auto Viação Progresso. 

Após o falecimento do seu fundador, a Auto Viação Progresso sofre uma cisão, do resultando num rompimento familiar e empresarial, é neste momento que surge a Empresa Jotude em 1983. Nessa cisão as linhas que faziam a interligação dos perímetros de acesso as cidades de Garanhuns, Arapiraca, Recife, Caruaru e Penedo passou a ser atendidos pela Jotude.

Desde os seus primórdios como Progresso, a Jotude esteve intrinsecamente ligada à cidade de Garanhuns e sua região, sendo uma das maiores empregadoras e a grande responsável pelo transporte de pessoas e mercadorias na região. Este papel de integração regional e interestadual fica notório quando verificamos a história de muitas cidades que só tinham nas operações da Jotude o seu único meio de acesso e ligação a centros maiores e mais desenvolvidos.

Neste período a empresa investiu na frota de ônibus e em seus funcionários, visando sempre atender com conforto e qualidade seus passageiros. Nos últimos anos de operações, a Jotude começou a sofrer com a concorrência desleal, fazendo a empresa amargar com problemas financeiros e tendo dificuldades de atender a crescente demanda de passageiros que a região exigia.

Com o passar do tempo, as quebras dos veículos, atrasos e acidentes fez com que as operações da Jotude fossem questionadas por muitos passageiros, gerando uma grande insatisfação. Visando superar toda essa dificuldade, a Jotude passou a terceirizar suas operações intermunicipais e interestaduais com veículos locados de outras empresas de ônibus entre elas a Astrotur e a Coletivo.

Nesse momento, os passageiros das linhas atendidas pelos ônibus locados pela Jotude sentiram uma melhora de qualidade, com veículos modernos e climatizados. Mas conforme as empresas terceirizadas ganhavam espaço nas operações, a imagem da Jotude aos poucos ia desaparecendo.

Até que depois de muito impasse jurídico, a Jotude foi impedida de operar nas linhas e teve sua falência decretada. Em Dezembro de 2014, as linhas da Jotude foram repassadas para o comando do Grupo Adtsa, ligada a Auto Viação Progresso S/A.    

No inicio de 2015,  alguns veículos com a pintura e as cores da Progresso passaram a operar nas  linhas, ostentando o nome Jotude, mantendo assim a relação da marca com a região. Messes depois, todas as operações da Jotude tinha sido dividida entre as empresas do grupo, Auto Viação Progresso na linha Recife x Garanhuns e nas rotas ligando os estados de Pernambuco e Alagoas para a Auto Viação Cruzeiro, dando por fim a trajetória da Jotude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados