quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Altas temperaturas dentro dos ônibus climatizados em Fortaleza é alvo de críticas

Por Fortalbus
Desde o final de 2014, a Prefeitura Municipal de Fortaleza vem exigindo a obrigatoriedade do ar condicionado em todos os ônibus que ingressam na frota urbana da cidade. Essa medida importante visa oferecer um pouco mais de conforto aos passageiros que enfrentam temperaturas extremas dentro dos ônibus e desde a sua implantação vem recebendo a aprovação incondicional de grande parte da população.

Mas a temperatura do ar condicionado nos ônibus urbanos de Fortaleza vem chamando atenção por conta da sensação de calor, que os usuários vem sentindo mesmo estando dentro de ônibus climatizados. Muitos usuários questionam a regulação do ar condicionado nos veículos, passando a impressão que a temperatura térmica dentro dos coletivos não conseguem deixar a temperatura muito baixa em alguns horários de muito sol e lotação. 

Por conta dessa onda de reclamações o Sindicato das Empresas de ônibus do Ceará (Sindionibus), emitiu uma nota de esclarecimentos 
Informamos aos usuários de ônibus de Fortaleza que todos os ar-condicionados instalados nos veículos estão programados para manter uma temperatura variando entre a mínima de 20 graus e máxima de 25 graus. Essa margem não pode ser alterada pelos operadores do veículo. Contudo, o ar-condicionado está programado para apresentar no seu painel a temperatura ambiente do ônibus naquele momento. 

Por isso, quando o veículo estiver saindo da garagem, estacionamento do terminal, ou estiver abrindo e fechando as portas muitas vezes, por exemplo, o visor pode apresentar uma temperatura acima da máxima permitida, por um determinado tempo, até que o equipamento consiga baixar a temperatura para a margem estabelecida.

Um comentário:

  1. Mentira.isso é filtro sujo e falta de manutenção e quanto mais baixa a temperatura mais tempo o compressor fica armado aumentando o consumo de óleo

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados