quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Prefeitura de Fortaleza licitará ônibus do Aeroporto para orla

A Prefeitura de Fortaleza vai realizar licitação para que empresas operem linhas de ônibus saindo do Aeroporto Internacional Pinto Martins rumo à Praia de Iracema e avenida Beira Mar, regiões onde está concentrada a rede hoteleira.

Para o prefeito Roberto Cláudio, a medida, que será apresentada em detalhes, hoje, no Paço Municipal, deve amenizar o problema enfrentado por quem chega ao aeroporto e quer optar pelo transporte público para a orla. A perspectiva é que o serviço esteja disponível em 90 dias a partir do lançamento do edital, marcado para 20 de novembro.

Roberto Cláudio garante que será necessário mais de um ônibus climatizado para operar a linha, mas que a quantidade exata só será definida após identificação da demanda pelo serviço.

O mesmo deve ocorrer com outro projeto que prevê a operação de uma linha turística em ônibus executivo Double Deck (de dois andares), interligando os principais pontos turísticos da Cidade. A meta, afirma o prefeito, é criar dois circuitos principais: um ligando a orla de Fortaleza ao Centro da Cidade e outro voltado para as praias, saindo da Beira Mar e passando por Praia do Futuro, Sabiaguaba e Porto das Dunas. Cada passeio deve contar com um guia para apresentar em diversas línguas a importância histórica e cultural de cada ponto.

“A ideia destas concessões é tornar a Cidade mais amigável para o turista que nos visita e, com a Fraport (concessionária do aeroporto) chegando, garantir melhor proveito de todas as oportunidades. Especialmente no que se refere à oferta de empregos,” diz o prefeito. Ele enumera expertise, qualidade, infraestrutura e capital de investimento como alguns critérios técnicos a serem exigidos das empresas interessadas em operar as linhas de ônibus.

Estratégias
No intuito de reter os futuros turistas que passem pelo hub em Fortaleza, a Prefeitura estuda, junto ao Governo do Ceará, criar um programa Stopover – quando o passageiro faz de maneira voluntária uma escala ou conexão com duração maior que 24 horas. “Quem vem para o hub vai passar por Fortaleza, mas não quer dizer que vai ficar aqui. Vamos nos reunir com a iniciativa privada para reduzir o preço de diárias e vender isto fora”. A meta é manter o turista “um ou dois dias aqui e acelerar a circulação de dinheiro”.
Com informações: O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados