terça-feira, 7 de novembro de 2017

Cresce o número de ônibus com embarque pela porta dianteira em Fortaleza e Região Metropolitana

Por Fortalbus
O transporte coletivo de Fortaleza e Região Metropolitana vem passando aos poucos por uma fase de transformação no quesito a inversão da catraca dos ônibus e a entrada dos passageiros pela porta dianteira, ao contrário do que vinha acontecendo há décadas. Muitas empresas já estão adaptando seus ônibus para que um maior número de usuários entrem pela porta dianteira e saiam pela traseira. 

A posição da catraca nos veículos vem ocorrendo gradativamente, conforme o cronograma de mudanças das linhas estabelecidos pela Etufor no urbano de Fortaleza e o Detran-CE no transporte metropolitano. Os novos ônibus recém adquiridos já estão saindo de fábrica com o embarque pela porta dianteira, provando que essa tendência realmente veio para ficar.

Inicialmente essa mudança vem gerando algumas reclamações, principalmente em relação ao embarque de gestantes e idosos, diminuição na oferta de cadeiras antes do acesso a catraca e quando o ônibus está cheio, o motorista não sabe se todo mundo já desceu ou se ainda vai descer, e acaba fechando a porta antes do desembarque do usuário. Todas essas situações só demostram que o sistema está passando por uma fase de costume e adaptação temporária.

O transporte coletivo de Fortaleza já está avançando em passos largos na padronização do embarque, a cada semana novas linhas de ônibus vem tendo a posição da catraca alterada para frente. Num ritmo mais lento está ocorrendo no setor metropolitano, em decorrência a sua logística, mas várias empresas já estão se adaptando a esse novo modelo. 

Essa será a primeira vez que a cidade de Fortaleza e região metropolitana vão operar um sistema de embarque dianteiro totalmente padronizado. Vale a pena lembrar que entre 1992 e 1995, o transporte urbano de Fortaleza mudou a posição das catracas, mas essa mudança não foi seguida pelo transporte metropolitano.

Essa mudança ocorre por conta de uma soma de fatores, entre eles é aumentar a segurança dos motoristas e cobradores, pois os mesmos ficarão mais próximos, aumentar controle em relação a pessoas que irregularmente não pagam a passagem, se adequar a um padrão de embarque adotado pelo resto do país e atender as recomendações dos fabricantes de chassis e encarroçadoras de ônibus em relação à distribuição de peso dentro do veículo.

A entrada pela porta dianteira deixa grande parte do peso mais balanceado, já que o eixo traseiro dos ônibus, dispõe de quatro pneus, suportando melhor o volume de passageiros. O acúmulo de passageiros sobre o eixo dianteiro onde conta com apenas dois pneus, é responsável por um desgaste mais rápido do veículo.  

Espera-se que em pouco tempo o transporte coletivo de Fortaleza e de toda região metropolitana esteja totalmente padronizado e integrado, com veículos equipados de embarque pela porta dianteira, com 100%  de acessibilidade, ar condicionado e internet a bordo, gerando muito mais conforto aos usuários.

4 comentários:

  1. Não será essa atitude que vai diminuir a evasão de renda .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com sua afirmação, pois hoje vi vários jovens entrando e pulando a catraca na dianteira e em outra parada outros jovens aproveitaram o desembarque dos passageiros para embarcar sem pagar passagem.

      Excluir
  2. Aprovei a mudança. Agora as pessoas fazem fila pra subir no ônibus

    ResponderExcluir
  3. Pode ter certeza essas catraca na frente
    São pra tirá os cobradores e fazerem que os motoristas cobre passagens olha portas quem vai descer subir cadeirantes idosos infelizmente e o Brasil

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados