segunda-feira, 13 de novembro de 2017

'Queima de paradas' de ônibus lidera ranking de reclamações dos passageiros em Fortaleza

Os motoristas de ônibus que "queimam" as paradas e não param para o embarque e desembarque de passageiros estão no topo da lista de reclamações registradas pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). De acordo com o sindicato, este ano foram registradas 7.521 reclamações por meio do canal Alô Sindiônibus. Dentre elas, 2.143 reportaram casos em que os motoristas passaram direto nos pontos.

Os dados também mostram o embarque e desembarque incompleto em segundo lugar no ranking de problemas reclamados pelos usuários. Até setembro deste ano, 1.485 pessoas registraram situações em que o motorista não viu o passageiro dar sinal, parou no ponto, mas não abriu a porta para o embarque. Ou quando, por algum motivo, o motorista não esperou o desembarque do passageiro. Ou ainda quando bolsas, sapatos e outros pertences dos passageiros ficam presos às portas.

A condução perigosa vem em terceiro lugar nas reclamações. Este ano, 1.306 ligações de usuários registraram casos em que o motorista ultrapassou o limite de velocidade permitido, freou bruscamente ou trafegou fora da faixa exclusiva para ônibus.

Relatórios
Pelo número 156, canal de comunicação gratuito disponibilizado pela Prefeitura de Fortaleza e integrado ao sistema do Sindiônibus, a população pode registrar os casos. Ao escolher a opção para se manifestar sobre transporte coletivo de Fortaleza, a ligação entra automaticamente na central do Alô Sindiônibus, que, segundo o sindicato, também gera relatórios estatísticos para a busca de melhorias no sistema.
Com informações: G1 Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados