sábado, 30 de dezembro de 2017

Como foi o ano de 2017 para o transporte urbano de Fortaleza

Por Fortalbus
Todas as empresas de ônibus que compõe o transporte coletivo urbano de Fortaleza conseguiram fechar o ano de 2017, prosseguindo na política de renovação da frota com veículos com ar condicionado. O grande volume de ônibus adquiridos pelas empresas filiadas ao Sindiônibus ocorreu no segundo semestre.

As empresas de ônibus Viação Fortaleza, Viação Urbana, Viação Dragão do Mar, Vega Transportes S/A, São José Transportes, Empresa Santa Maria, Viação Siará Grande, Fretcar Transportes Urbanos, Terra Luz S/A, Viação Santa Cecília, Aliança Transportes e Maraponga Transportes renovaram suas frotas afim de melhorar a qualidade dos ônibus, oferecendo melhores condições de conforto e segurança aos usuários e melhorando acentuadamente as condições do transporte urbano da cidade.

Grande parte dessa renovação de ônibus na capital cearense teve um modelo de ônibus protagonizando a liderança absoluta de vendas, o Apache Vip produzido pela Caio Induscar. O modelo urbano da Caio Induscar soube conquistar novos clientes e isso fez com que a marca fosse ostentado na frota de várias empresas.

No mercado de chassis de ônibus, o transporte coletivo de Fortaleza continuou dividindo a liderança de vendas entre Mercedes-Benz e Volkswagen/MAN, juntas as duas marcas correspondem a 100% das aquisições ocorridas pelas empresas urbanas em 2017. O grande destaque deste ano, foi a presença e ampliação dos veículos tido "micrões", participando em muitas linhas sem a presença do cobrador. 

Na contramão das tradicionais empresas urbanas de Fortaleza ficou a COATRAPS, a cooperativa que atende o serviço de transporte alternativo da cidade, que não fez nenhuma aquisição de veículos zero quilômetros, muito embora tenha assinado um termo junto a Prefeitura municipal de Fortaleza assegurando a inclusão de 40 veículos com ar condicionado.

2017 também será lembrado por ter sido o ano de mudança da localização do embarque dos passageiros nos ônibus, passando do ingresso pela porta traseira para a dianteira em grande parte das linhas urbanas. O ano de 2018 está ai, e junto com ele vem novas mudanças relacionadas a conclusão do corredor de ônibus expresso na avenida Aguanambi e a entrega das obras de ampliação do novo Terminal de Messejana.

Com a ampliação do horário de atendimento das operações da linha Sul do Metrô de Fortaleza, aumentou as expectativas que o metrô em 2018 venha proporcionar a integração com o transporte urbano de Ônibus em Fortaleza, garantindo assim uma sobrevida as modais de transporte público na região metropolitana de Fortaleza.

2 comentários:

  1. PARABENS FORTALEZA, E AS EMPRESAS DA CAPITAL CEARENSE, QUE EM 2017 ATINGIRAM, O MAIOR INDICE DE RENOVAÇAO DA FROTA COM CARROS DE QUALIDADE,ISSO SIGNIFICA QUE O SISTEMA É BEM ADIMINISTRADO.AO CONTRARIO DE ESTADO COMO RJ, TENDO COMO FALENÇIA DE GRANDES EMPRESAS DE ONIBUS DE RENOME.ANO 2017 FOI O ANO QUE MAIS FALIU EMPRESAS NO RJ.

    ResponderExcluir
  2. Aqui no RS,precisamente,em Porto Alegre,continua do mesmo.
    Passagens caras $4,05,boa parte da frota envelhicida ou reformada e muitas promessas.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados