terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

20 anos sem a presença dos ônibus da VIPU nas rodovias brasileiras

Por Fortalbus
Este ano de 2018 está fazendo exatos 20 anos que o legado das operações, serviços e ônibus Scania da VIPU deixaram de cruzar as estradas brasileiras e beneficiar os passageiros com a garantia de uma viagem rápida e confortável. A lembrança dessa empresa até hoje permeia na memória de muitas pessoas que um dia viajaram a bordo de seus ônibus, buscando um futuro melhor no Centro-Oeste do Brasil. 

Nascida em 1988, depois de uma cisão familiar com grande experiência no transporte de passageiros através da Expresso Ipu Brasília S/A. A Viação Ipu (sigla VIPU), ganhou notoriedade por conta de sua eficiência no transporte rodoviário do Nordeste, vencendo longas distâncias de muita poeira, lama e dificuldades para integrar as cidades do Ceará com A Região Centro-Oeste do Brasil, com ênfase em Brasília e Goiânia.

A Vipu nasceu com a missão de dedicar-se apenas às linhas interestaduais, especialmente aquelas entre o Ceará e Brasília. As estradas já eram asfaltadas, possibilitando que a empresa disponibilizasse um serviço com foco exclusivo a este perfil de passageiro. Para vencer longas distâncias e terrenos difíceis, a Vipu optou logo nos primeiros anos por padronizar toda sua frota com veículos da marca Scania.

A numeração da frota era um caso especial, pois os prefixos do veículo coincidia com o número da placa, além disso, seguiam uma sequência lógica, onde o primeiro dígito era sempre 7, seguido pelos demais que pulavam de 7 em 7, por exemplo, 7007, 7014, 7021, 7028, 7035.

Durante uma década (1988/1998), a VIPU operou importantes linhas interestaduais entre elas; Fortaleza x Brasília (DF), Fortaleza x Goiânia (GO), Icó x Brasília (DF), Juazeiro do Norte x Brasília (DF), Petrolina (PE) x Brasília (DF), Picos (PI) x Goiânia (GO), Salgueiro (PE) x Brasília (DF), Sobral x Brasília (DF) e Sobral x Goiânia (GO). 

Além destas, a VIPU também operava regularmente a linha Fortaleza x Cuiabá e Fortaleza x Campo Grande (MS), essa última sendo considerada a maior linha da empresa com aproximadamente 3.850 km de extensão. Por um período, a Rodoíl, empresa do grupo VIPU, chegou a operar nas referidas linhas.

Em 1997, a VIPU investiu no que seria a sua última aquisição com veículos executivos com ar condicionado. Os veículos tinham motor dianteiro Scania K113 e foram adquiridos com o terceiro-eixo, até então usado somente nos ônibus traseiros da frota. Os veículos batizados de “Big 14”, receberam esse título por conta dos 14 metros de comprimento, lançando assim os prefixos da série 5.

Os veículos Scania com motor dianteiro de 14 metros de comprimento, a Vipu os equipou com ar condicionado, televisão/vídeo e auto-serviço de água/cafezinho, dispondo 46 lugares, traduzindo em maior espaço entre as poltronas e deixando o passageiro mais à vontade. Já naquela época, era uma preocupação da VIPU com o conforto dos passageiros em viagens de longa distância.

A VIPU contava com uma frota de 53 ônibus, todos com chassi Scania e uma idade média de 3,6 anos, o índice de ocupação das viagens de seus ônibus situava-se em torno dos 73%. Naquele momento a empresa emprega 264 funcionários com garagens em Fortaleza, Sobral, Petrolina, Brasília, Goiânia e Campo Grande, além de vários pontos de apoio.

Em 1998, a VIPU foi adquirida pela Expresso Guanabara, deixando então de atuar no transporte interestadual de passageiros. Seus serviços prestados a bordo de seus saudosos ônibus com chassi Scania, sem dúvida deixaram um importante legado de contribuição na história do nosso transporte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados