quarta-feira, 4 de abril de 2018

Conheça as pinturas de outras empresas usadas pela Expresso Canindé

Por Fortalbus
Há 50 anos atrás, nascia uma das mais tradicionais empresas de transporte intermunicipal de passageiros do Ceará, a Expresso Canindé. A Empresa sempre teve suas operações associada a ligação entre Fortaleza x Canindé, distante cerca de 110 quilômetros. Durante os 40 anos de existência a Expresso Canindé passou por várias alterações acionárias, até que em 1994, o Empresário Francisco Feitosa adquiriu a Empresa.

Inicialmente a empresa só operava a linha de Fortaleza/Canindé com uma frota escalada de 10 carros. Com o decorrer do tempo, a empresa foi se aprimorando tecnicamente, e com isso conseguindo aumentar sua área de cobertura e transportando um número de usuários cada vez maior com as linhas Fortaleza x Canindé via Tabapuá e Maranguape, Fortaleza x Paramoti, Fortaleza x Itatira e Fortaleza x Água Boa.
Pintura original da Expresso Canindé já indicando abaixo o nome Princesa dos Inhamuns 
Conforme o sucesso da marca Expresso Canindé ia se fortalecendo, a empresa começou a operar em outros ramos de transporte, passando a criar um setor exclusivo para atender o turismo e fretamento. Em 2007, a Expresso Canindé deu um importante e grande salto para ampliar suas operações, adquirindo as linhas da Expresso Asa Branca. 
Com a compra da Expresso Asa Branca, a Expresso Canindé ficou com alguns ônibus  
Com essa compra, a Expresso Canindé passou a operar distâncias maiores dentro do intermunicipal cearense, ligando Fortaleza para as cidades às margens da BR-020 tipo; Fortaleza para Boa Viagem, Parambú, Aiuába, Arneiroz, Quiterianópolis e Tauá. Com sua área de atuação ampliada e já de olho nos requisitos da licitação rodoviário do Ceará que se aproximava, houve a necessidade de criar uma nova marca, a Viação Princesa dos Inhamuns. 
Para modernizar a idade média da frota, a Expresso Canindé comprou alguns ônibus da Guanabara 
Para atender essa grande demanda, a Expresso Canindé usou muitos ônibus com pinturas de outras empresas, tipo a Expresso Asa Branca, recém adquirida. E visando modernizar sua frota e com a desativação de alguns veículos de motorização dianteira, a Canindé acabou comprando um lote de alguns veículos semi-novos (ano 2003) da Expresso Guanabara, que estavam à venda naquele momento. 
Pintura e plotagem em homenagem ao Forró
As empresas Expresso Canindé e Princesa dos Inhamuns prosseguiram suas operações paralelamente por um curto período de transição. Até que em 2009, a Expresso Canindé saiu de cena, dando espaço apenas para a Viação Princesa dos Inhamuns que foi uma das ganhadoras dos lotes ofertados na licitação do transporte rodoviário de passageiros no Ceará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados