segunda-feira, 16 de abril de 2018

Saiba como funcionava a recarga de celular nos ônibus de Fortaleza

Por Fortalbus
Em 2007, alguns cartazes fixados dentro de ônibus em Fortaleza, avisando sobre a disponibilidade do serviço de recarga de celular, surpreendeu os passageiros. Os celulares da operadora Oi, poderiam ser recarregados a partir de R$ 1,00. O Ceará foi o pioneiro neste tipo de serviço em todo o País, estando presente em aproximadamente 300 ônibus.

A primeira empresa que testou essa tecnologia foi a Via Urbana, disponibilizando em 139 ônibus, e com a grande aceitação desta tecnologia junto ao usuários, a Vega também passou a adotar este serviço. A operação deste serviço era feita pelo cobrador, que conseguia garantir uma renda extra de 3% do valor da recarga como pagamento pelo serviço. 

O procedimento era simples, o passageiro solicitava a recarga ao cobrador, e ele digitava o valor solicitado no aparelho de recarga veicular, posicionado na altura do validador de vale-transporte eletrônico. A comunicação entre o veículo e a operadora ocorria através da tecnologia GSM, a recarga de créditos é realizada por meio de mensagem SMS. 

Em um pouco mais de um ano, a ausência de manutenção e comunicação dessas máquinas fizeram com que os usuários perdessem o interesse por este tipo de recarga e com isso o projeto inicial foi perdendo seu espaço. Esta é mais uma prova do potencial do nosso transporte coletivo, sendo muitas vezes responsáveis por grandes inovações.

4 comentários:

  1. Equipe do Fortalbus fugindo um pouco do assunto, este ano nao teremos o evento "Fortaleza história em movimento" ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não

      Segundo nota divulgada pelo Sindionibus, o projeto Fortaleza em Movimento foi suspenso por conta da situação financeira em que vive as empresas de ônibus com a perda de ônibus em atos de vandalismo e violência.

      Essa foi a nota divulgada pelo Sindicato das Empresas de Ônibus.

      Excluir
    2. Confira a nota completa do Sindionibus;

      O Sindiônibus informa que em 2018 não realizará o passeio “Fortaleza, História em Movimento”. Por conta da queda da demanda de passageiros pagantes no nosso sistema de transporte que vem se agravando desde 2016, além dos prejuízos causados por depredação e queima de inúmeros coletivos, o orçamento destinado a projetos especiais como esse, lamentavelmente, foi suspenso. Nossos esforços estão voltados para a recuperação e o equilíbrio econômico-financeiro do sistema no sentido de continuarmos atendendo com eficácia a população de Fortaleza nas suas necessidades de deslocamento. Fica a nossa expectativa por condições econômicas favoráveis que nos permitam retomar esse projeto assim como outros que venham a contribuir com a cultura e a memória da nossa cidade.

      Excluir
  2. Que pena...fui aos 3 e foram maravilhosos. Desde o começo do ano que minha primeira função logo ao acordar, era entra no fortalbus e no sindionibus para não perder as incrições.

    Torço para que próximo ano retorne com força total e com mais vagas

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados