quinta-feira, 5 de julho de 2018

Volkswagen adota testes de desenvolvimento dentro das empresas de ônibus

Com o uso de tecnologia e de informações geradas a partir de rastreadores, a Volkswagen Ônibus ampliou sua interação com frotistas, que estão participando ativamente no desenvolvimento de veículos com feedbacks instantâneos diretamente com a montadora. Testes de campo, de pós-venda e engenharia já resultam em melhorias graças à aplicação do Big Data. 

A engenharia da montadora disponibiliza um protótipo com rastreador que mapeia todo o desempenho na operação real. Pelo cruzamento dessas informações com as do restante da frota, a Volkswagen faz a aquisição dos dados do veículo para aperfeiçoamento do modelo. Ao mesmo tempo o cliente recebe avaliações aprofundadas sobre o desempenho de sua frota. 

“Essa comunicação direta com a montadora é valiosa. A tecnologia embarcada evoluiu muito nos últimos anos e nós, frotistas, ainda estamos aprendendo a lidar com os recursos”, afirma Hitoshi Aoki, proprietário da Viação na Montanha, de Campos do Jordão (SP). 

Os ônibus da companhia têm operação atípica, em ladeiras, grande altitude e ar rarefeito. “Com a ajuda da montadora, percebi um novo conceito para gerir o negócio: o jeito mais eficiente de medir a rentabilidade do ônibus é pelo custo do passageiro por litro de combustível e não simplesmente pela quilometragem”, diz Aoki. 

Outra empresa que participou do projeto foi a Viação Triecon, de Barra Mansa (RJ). “Realizamos um trabalho produtivo com a Volkswagen. O protótipo que testamos proporcionou um ganho de conforto significativo graças à sua suspensão e seu sistema de amortecimento a ar”, diz Luiz Garcia, gestor operacional da Triecon. 

Além das informações levantadas pelo rastreador há uma estrutura de inteligência na fábrica e na rede de concessionárias. Um engenheiro faz o acompanhamento diário do desempenho dos veículos em operação, monitorando e analisando os dados para orientar tanto a equipe na fábrica como a no cliente. Em paralelo, o projeto conta com o suporte dos escritórios regionais de vendas e da rede de concessionárias, que dão o suporte necessário. 

Segundo a Volkswagen, as avaliações desse tipo já realizadas com quatro empresas tiveram resultado tão positivo que influenciaram a venda de mais de 50 chassis porque, mais que ouvir o cliente, a montadora atua junto na operação, avaliando cada oportunidade de melhoria tanto para o desenvolvimento do veículo como para apoiar a empresa de transporte em ajustes de sua aplicação. 

Esse modelo de desenvolvimento já resultou em alterações customizadas de projeto e também no treinamento de motoristas em alguns aspectos da operação.
Com informações: Automotive Business

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados