quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Desde 1965, a Viação Nordeste opera no trecho Fortaleza x Natal

Por Fortalbus
A Viação Nordeste iniciou suas atividades através da operação de três linhas rodoviárias, entre elas a interestadual Fortaleza x Natal em 1965. Na época, o acesso era difícil, pois as estradas não possuíam asfalto como hoje. No trecho entre Fortaleza e Natal, pouco mais de 100 quilômetros de estrada estavam asfaltados e durante o período do inverno, rios e córregos prejudicavam as viagens, fazendo com que os 500 km de trajeto que separam as duas capitais parecessem muito mais distantes.

As máquinas do Batalhão de Engenharia de Construção do Exército que atuavam na região construindo estradas, foram essenciais no inicio das operações da empresa, pois assim desatolavam os ônibus que tinham a missão de levar e trazer pessoas. Mesmo com essas dificuldades, a Viação Nordeste viu nessa linha uma oportunidade para seu crescimento e ampliou a quantidade de horários ofertados. 

Com isso, a Viação Nordeste passou a operar o trecho com formas inovadoras, escalando novos ônibus com tipo de serviços Executivo e Leito, equipados com o que havia de mais moderno para a época, como rádios transmissores, banheiro, serviço de bordo, música e o número de paradas reduzidas.

Outro fato marcante na linha Fortaleza x Natal, foi a entrada dos gigantes Diplomata 380 com os chassis Mercedes-Benz O-370 RSD, Volvo B10M e Scania K 112TL/K 112CL em 1986 e 1987. Naquele momento, a Viação Nordeste modernizava sua frota com veículos de alto padrão de conforto, resistência, qualidade e um amplo espaço destinado para bagagens e cargas. 

A robustez desses veículos eram tamanha que algumas unidades chegaram a operar por quase 30 anos, provando a excelência de sua fabricação, rigidez estrutural sem falar no quesito de conforto e segurança junto aos passageiros. Internamente esses Diplomatas  ostentavam um altíssimo nível de conforto e requinte, muitos deles eram equipados na configuração Leito, com 23 poltronas largas e revestidas em veludo e couro, ar condicionado, som ambiente, carpete vermelho no corredor, e uma reclinação de poltronas invejáveis para a época.

Para ingressar no novo milênio, a Viação Nordeste surpreendeu com a aquisição de um tipo de veículo inédito na Empresa e raro em grande parte do transporte interestadual de passageiros na região, era os ônibus “Double-Deckers”. As duas unidades de prefixo 0501 e 0502, eram os primeiros ônibus de dois andares que chegaram na Empresa em 2001, apresentando um novo conceito diferenciado, a opção de dois serviços distintos num mesmo veículo. 

A entrada desses veículos na linha foi uma resposta para o fortalecimento operacional da Comércio Boa Esperança de Transportes, uma Empresa paraense que passou a concorrer diretamente com a Viação Nordeste no trecho entre Fortaleza x Natal, através da linha Natal x Belém via Fortaleza. Hoje essa linha é operada pela Expresso Guanabara desde 2005.   

A Viação Nordeste seguia em pleno crescimento, até que em 2008, ocorre o falecimento do fundador e patriarca da Empresa aos 86 anos de idade, Severino Tomáz da Silveira. Desde então a Empresa entrou em declínio, a frota foi ficando velha, várias panes de veículos começaram a ocorrer nas rodovias, até que a Viação Nordeste solicitou o pedido de Recuperação Judicial para manter suas operações. 

Hoje a Viação Nordeste continua em Recuperação Judicial, mas nesse processo a Empresa melhorou bastante seus serviços e principalmente sua frota de ônibus. Mesmo assim a realidade dessa linha hoje é outra, a forte concorrência com a Expresso Guanabara, fez com que a disputa pelo passageiro ficasse cada vez mais acirrada e vantajosa para o viajante.

Além dos vários horários diários disponíveis pela Viação Nordeste e Expresso Guanabara, o trecho entre Fortaleza e Natal também é operada pelas empresas; Politur/Soares com apenas uma partida diária, Catedral Turismo e Transbrasil/TCB com poucas partidas semanais.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados