Header Ads

ad

Ônibus urbano, Metrô e VLT podem ser integrados pelo Bilhete Único Fortaleza

Em reunião com o secretariado ocorrida nessa sexta-feira (3), uma das decisões tomadas pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, em parceria com os chefes das pastas municipais e o governador Camilo Santana foi a integração entre os diferentes meios de transporte presentes em Fortaleza.

As linhas de ônibus, a linha Sul do Metrô e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ramal Parangaba-Mucuripe devem ser integrados por meio do Bilhete Único municipal até o fim deste ano. A razão pelo tempo definido pelos gestores encontra justificativa na necessidade de aprovar uma Lei que garanta a disponibilidade do serviço. Além disso, também será necessário período técnico para unir os softwares daqueles modais.

O metrô de Fortaleza já funciona há mais de seis anos sem integração com qualquer tipo de transporte urbano. Entre 2013 e 2017, o número de passageiros que trafegam pelas estações que vão do Centro da Capital à Maracanaú aumentou cerca de 238% - passando de 1,9 milhão para 6,5 milhões de usuários, ao longo do ano passado. O valor da tarifa é de R$ 3,40 (inteira) e R$ 1,70 (meia).

O VLT, por sua vez, teve inauguração de oito de suas estações há menos de um mês, no dia 6 de julho, indo da Parangaba ao Papicu. No momento, ainda funciona em sistema de operação assistida, sem cobrança alguma. Contudo, o horário de funcionamento é reduzido: de segunda a sexta, entre 6h e 12h. No sistema de ônibus e topiques, o usuário paga R$ 3,40 (inteira) ou R$ 1,50 (meia).
Com informações: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.