quinta-feira, 13 de setembro de 2018

As últimas empresas de ônibus que deixaram as linhas intermunicipais do Ceará

Por Fortalbus
Em 2009 o governo dividiu o estado do Ceará em bacias. No total foram oito, das quais cinco empresas levaram os lotes disponíveis: Empresa São Benedito (região de Aracati e Jaguaribe), Expresso Guanabara (região de Sobral, Iguatu e Juazeiro do Norte), Princesa dos Inhamuns/Gontijo (região de Canindé e Crateús), Fretcar (região Quixadá, Baturité e Acaraú), Via Metro (linhas metropolitanas na região do Cariri), além das várias Cooperativas de Transportes Alternativos Intermunicipais.

O processo de estudos até o resultado dessa licitação retirou de cena totalmente algumas empresas de ônibus que tinham muita tradição no transporte intermunicipal de passageiros como; Expresso Ipú Brasilia, Expresso Canindé, TransCrateús, Rápido Crateús, Viação Real, Empresa Serra do Félix, Expresso Vale do Jaguaribe, Rápido Limoeiro, Expresso Rio Jaguaribe, ZN Pinheiro, TransCeará, Expresso Pratiús, Expresso Serrano entre outras pequenas empresas regionais.    

Entre 2009 e 2011, o lote 5 que representava as linhas que atendiam as regiões do Vale do Curu, Litoral Oeste e Extremo Oeste ficaram pendente até o resultado final do embargo licitatório, fazendo com que algumas linhas dessas regiões que eram pelas empresas Redenção, Horizonte, Pégasus, Litorânea, Uruburetama e Paraipaba continuassem atuando até a decisão final sair.

Entenda o Caso
A concorrência foi aberta em junho de 2009, data em que o Tribunal de Justiça já houvera cassado dezenas de liminares em processos interpostos por médios e pequenos empresários inconformados com as exigências contidas no edital. Uns estrilaram até sem razão, porque ficaram de fora por falta de condições para atender exigências básicas. Outros participaram mas não conseguiram êxito. Mesmo assim esse impasse resultou num atraso de 18 meses para a empresa vencedora, no caso a Fretcar Transportes, começar a operar no lote conquistado legalmente.

Com o inicio das operações das linhas equivalentes ao lote 5 (litoral Oeste), seis empresas deixaram de operar na rodoviária de Fortaleza, são elas; Horizonte, Redenção, Uruburetama, Pégasus, Litorânea e Paraipaba deixam de operar em linhas regulares. 

Redenção
Operava as linhas no Ceará desde sua fundação na década de 30, a Empresa Redenção, era a mais tradicional no transporte rodoviário de passageiros do Ceará, tornou-se um ícone no transporte, identificando-se há várias gerações com seus clientes.

A Redenção deixou de operar nas linhas que atendiam cidades como: Acaraú, Almofala, Amontada, Aranaú, Baía, Bela Cruz, Cruz, Deserto, Itarema, Jericoacoara, Jijoca, Marco, Monteiro, Nascente, Prata, Santana do Acaraú, Sítio Alegre e Umirim, todas essas cidades e distritos estavam dentro do Lote 5. A Redenção operava outras linhas que estavam no Lote 2,  mas na concorrência desse lote, a Empresa não obteve sucesso na licitação. 

Com o resultado geral da licitação, a Redenção deixou de operar no sistema de transporte regular de passageiros, onde atuava desde 1934, passando então a concentrar-se no transporte de fretamento continuo e eventual no Estado do Ceará.

Horizonte
Durante 50 anos, a Empresa Horizonte atuou no transporte de passageiros de linhas intermunicipais no Ceará. Hoje, a Horizonte vem se dedicando ao fretamento de veículos, e com a tercerização de ônibus. 

Com o fim das linhas regulares, a Horizonte deixou de atender cidades como: Amontada, Itapipoca, Miraíma, e Moitas, referentes ao atendimento dentro do Lote 5. Lembramos que a Horizonte também operava várias linhas no Lote 3.

Por cinco décadas, a Horizonte aproximou cidades e pessoas, sendo o elo entre a capital e o interior, ressaltando a função dos transportes como fator de integração vencendo distâncias.

Pégasus
Trazendo como sua marca uma das figuras mais emblemáticas da mitologia grega, o cavalo com asas considerado símbolo da imortalidade, a Empresa Pegasus atuou no transporte intermunicipal de passageiros no Ceará entre 2004 e 2010, com linhas que ligavam Fortaleza a cidades e praias do litoral oeste do Estado. 

A Pégasus ligava Fortaleza ao litoral de Paracuru e São Gonçalo do Amarante. Servia com uma frota de microônibus Senior e El Buss 320, todos com ar-condicionado, era conhecida também pela qualidade de seu transporte . A Empresa surgiu em 2004 com a cisão da Empresa Brasileiro Transportes.

Litorânea
A Litorânea seguiu operando somente no transporte metropolitano, , servindo as localidades de Taíba, Pecém, Serrote, Pentecoste e São Gonçalo do Amarante, até vender suas operações para a Fretcar. A empresa surgiu em 2004 com o fim da Brasileiro Transporte e Turismo, a linha do litoral oeste atendia a cidade de Canaã. 

Hoje, a Litorânea migrou suas operações para as linhas rodoviárias do Maranhão, onde vem se destacando pela frota e linhas que opera, tais como São Luís x Buriti Bravo, São Luís x Pastos Bons e São Luís x Passagem Franca. 

Paraipaba
Com 50 anos atuando no transporte coletivo de passageiros, a Viação Paraipaba atuou em linhas intermunicipais do Ceará entre a década de 1960 e o ano de 2009. Com a licitação das linhas intermunicipais do Ceará em 2009, a Viação Paraipaba fica de fora do novo sistema, passando a atuar apenas no transporte fretado de passageiros. De lá para cá, a empresa reduziu sua frota, vendendo alguns de seus ônibus. 

A empresa ostentava o nome de sua principal linha: Paraipaba. Fundada ainda na década de 1960, ligava a capital as localidades de Trairí, Mundaú, Barra do Mundaú, Baleia, São Gonçalo do Amarante, Croatá, Fleixeira e Lagoinha.

Uuruburetama
A empresa é especializada no fretamento de veículos, operava uma única linha ligando Fortaleza à cidade de Uruburetama. Iniciou as atividades em 1986 e continua apenas no serviço de fretamento. Em 2005 com linhas adquiridas da extinta Expresso Serra Grande, serviu também cidades como Pacujá, Graça, Sobral e São Benedito. 

Hoje a empresa atua em diversos tipos de locação, onde sempre foi seu foco de atuação. Sua frota conta com 130 veículos, desde ônibus, micro-ônibus, vans, carros populares e de luxo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.

© 2010-2016. Fortalbus Busólogos - Todos os direitos reservados