Header Ads

ad

Busscar planeja fabricar 700 ônibus até dezembro

Por Cláudio Loetz
A Busscar retomou a produção de ônibus em junho de 2018, há sete meses. Neste período, produziu cem ônibus e projeta fabricar 700 até o final deste ano. As exportações já representam pelo menos 40% do total. Quem conta é o diretor industrial Maurício Lourenço da Cunha, em entrevista exclusiva.

Como foi 2018 nesse reinício da empresa, sob novo comando, depois de anos de paralisação das atividades?

Maurício Cunha – O ano de 2018 terminou bem. Só não foi melhor porque os clientes das linha rodoviária e de fretamento anteciparam as compras de carrocerias até junho. E nós chegamos ao mercado justamente só neste mês. De todo modo, fechamos 2018 bem próximos do esperado.

Qual é o planejamento para 2019?

Cunha – Planejamos gradativa expansão no primeiro trimestre de 2019. Estamos atingindo a produção de um veículo por dia útil. Desde o começo, já fabricamos aproximadamente 100 ônibus. Nossa projeção para 2019 é de produzir pelo menos 700 unidades no ano todo.

O mercado interno domina os negócios...

Cunha - Já não é bem assim. As exportações já representam de 40% a 50% do total. Vendemos para o Paraguai, Uruguai, Chile e Peru. Há ótimas perspectivas. 

E os empregos? A Busscar está contratando? 

Cunha – Temos 500 funcionários, e, até o fim deste ano, vamos dobrar esse número. 

Superados os desafios do reinício, virão mais investimentos?

Cunha – Sim. Não é possível parar. Até março, vamos investir bastante em tecnologia, informática, em projeto de controle e também na recuperação de maquinário para produzir melhor. Vamos aperfeiçoar o produto a partir do que já apontaram alguns clientes.

A Busscar vai lançar novos ônibus?

Cunha – Sim. Vamos entregar ao mercado uma carroceria com motor dianteiro. A Gidion, de Joinville, será o primeiro cliente. Nos primeiros 18 meses, cuidamos do produto. Em 2020, deveremos fazer novos investimentos.

Quais modelos são fabricados hoje?

Cunha – Atualmente, fabricamos cinco modelos de ônibus: o Vissta Buss 340; o Vissta Buss 360; o Vissta Buss 400; o Double Deck (DD); e, mais recentemente, o Vissta Buss 320 – com motor dianteiro, para atender a empresas de fretamento e para linhas rodoviárias de curta distância.

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.