Header Ads

ad

Conheça os modelos Comil que esteve presente na frota da Expresso Canindé

Por Fortalbus
Hoje a Viação Princesa dos Inhamuns ostenta sua frota com 100% de produtos Marcopolo, mas na história de sua antecessora, a Expresso Canindé nem sempre foi assim. A Canindé, atuou no transporte intermunicipal do Ceará até o ano de 2009, identificava-se com o seu próprio nome, pois era a empresa de ônibus detentora da permissão regular para a linha Fortaleza x Canindé, sua principal operação neste segmento.

Conhecida por festejar uma das mais antigas festas religiosas do Brasil, a Festa de São Francisco das Chagas, a cidade de Canindé fica a 115 km da capital Fortaleza, e talvez por esta distância relativamente curta, a empresa mantinha o padrão de adquirir ônibus com motorização dianteira.

Seguindo determinadas tendências de mercado na aquisição de um produto, a Expresso Canindé foi influenciado por alguns fatores tipo preço, lançamento, economia e durabilidade diante do tipo de asfalto operado.

Esses fatos foram aplicados na renovação de frota da Expresso Canindé, que houve a participação de uma série de carrocerias de ônibus rodoviários da Comil, através dos modelos apropriados para operar curtas e médias distâncias, entre eles o Condottiere, Gallegiante e Campione.

A entrada da Comil na frota da Expresso Canindé ocorreu através do modelo Condottiere, onde a Empresa manteve várias unidades na pintura antiga. Diante da boa aceitação do veículo, a Canindé fez uma nova aposta na Comil, trazendo o recém lançado modelo Gallegiante.  

As unidades Comil Gallegiante da Expresso Canindé (0240, 0250, 0260, 0270 e 0280) foram adquiridas em 1996/1997. Os modelos tinham frente inclinada, enormes para-brisas dianteiros, portas pantográficas,  poltronas mais espaçosas e contava com uma porta de acesso do motorista, sendo um diferencial deste modelo para a época.

Em 1998, a Comil lançou a família de rodoviários Campione, e a Expresso Canindé não só trouxe o novo modelo, mas também surpreendeu ao adquirir estas novas unidades com motorização traseira Mercedes-Benz.

Das quatro primeiras unidades do modelo Campione incorporadas em 1998, dois deles eram trucados, ou seja, tinham o terceiro eixo e 13,20 metros de comprimento total. Com os prefixos 0320 e 0330, as unidades na versão 3.65 eram equipados com um diferencial, o conforto do ar condicionado.

Além dos únicos trucados da frota, mais duas unidades na versão 3.45 do Campione também foram incorporadas, porém, sem o terceiro eixo e com chassis O-371RSE, unidades que receberam os prefixos 0340 e 0350. A partir de então, a Expresso Canindé passava a adquirir ônibus zeros com um item de serie, o ar condicionado.

Anos depois, a Expresso Canindé passou a trazer um grande lote de novos Comil Campione 3.25 e 3.45, todos com motorização dianteira. Essa foi o último modelo adquiridos do portifólio Comil feito pela Empresa, e a partir daí a Expresso Canindé começou a padronizar sua frota com Marcopolo.

Quando em 2007 o seu Grupo empresarial expandia sua atuação no segmento intermunicipal, a Expresso Canindé, por questões estratégicas, transformou-se em Viação Princesa dos Inhamuns, sendo em 2009 uma das vencedoras na licitação dos lotes de linhas intermunicipais do Estado do Ceará.

5 comentários:

  1. Eu tenho uma fotografia desse veículo Comil de prefixo 250 quando eu e minha família viajamos pra Canindé, neste dia O veículo estava fretado,junto na mesma excursão também havia um veículo de carroceria busscar de prefixo 300

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que seria bom o Fortalbus, fazer uma matéria sobre a posição de cada empresa em relação às plataformas das rodoviárias.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho lindo o DD da Santa Cruz,8x2 Comil

    ResponderExcluir
  4. Me orgulho muito de ter trabalhado nesta empresa, foi meu primeiro emprego de carteira assinada.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.