Header Ads

ad

Embarque no serviço Pégasus, o Executivo da Brasileiro Transporte

Por Fortalbus
Durante três décadas a Brasileiro Transporte e Turismo foi pioneira no deslocamento de passageiros entre Fortaleza à cidade de Sobral e outros municípios da zona norte do Ceará. Ela também ficou conhecida por cruzar as rodovias do Estado, levando em seus ônibus, uma premiada pintura que remetia ao clima nordestino.

A Brasileiro Transporte e Turismo foi Fundada por Nathan Gomes Botelho em 1974, logo após o empresário vender as operações da Expresso Cearense para a Viação Itapemirim. Essa venda serviu de porta de entrada para Itapemirim ingressar no território cearense na operação de linhas entre o Ceará as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Visando diferenciar seus serviços e atender melhor o viajante, a Brasileiro Transporte e Turismo lançou em 1996, o serviço Pégasus. Trazendo como sua marca uma das figuras mais emblemáticas da mitologia grega, o cavalo com asas considerado símbolo da imortalidade, que passou a ser utilizada como símbolo para definir o serviço Executivo da Brasileiro.

Este novo serviço foi inovador, pois adotava ônibus com chassis Volvo B10M e carroceria Marcopolo Paradiso GV 1450, que disponibilizava um amplo espaço entre as poltronas e no transportes de bagagens.

O serviço foi definido para atender as linhas Fortaleza x Sobral, Fortaleza x Ubajara e Fortaleza x Martinópole, ofertando 44 poltronas conforto e reclináveis com apoio para as pernas e os pés, ar condicionado com controle individual, toillete com isolamento acústico, água mineral e uma viagem Expressa.

Nos anos de 2001 e 2002, a Brasileiro faz sua ultima aquisição, incluindo na frota cinco Paradiso G6 1350, três unidades Volvo B10M e dois Mercedes-Benz O-400RSD.  Até que em 2003, a Brasileiro Transporte e Turismo decidiu vender suas linhas Fortaleza/Sobral, Fortaleza/Ubajara, Fortaleza/Martinopóle e São Benedito/Sobral para Expresso Guabanara.

Com o encerramento das atividades da Brasileiro Transporte e Turismo em 2004, parte de suas linhas não adquiridas pela Expresso Guanabara foram divididas entre a Litorânea e a própria Pégasus. Cada uma com sua região específica de atuação, a tradicional empresa deixou de herança para a Litorânea a sua identidade visual, ostentando o famoso cacto, já o símbolo que estampavam os executivos da empresa, o cavalo Pégasus, serviu de inspiração para a segunda empresa.

4 comentários:

  1. Linhas muito boa Fortaleza a sobral Tianguá massape restaurantes em itapaje muito boa as refeições o pior da empresa eram os ficais de linhas domingos Edmundo

    ResponderExcluir
  2. Alguém sabe onde foi a garagem da Pegasus?

    ResponderExcluir
  3. Um lixo de empresa não valorizava o funcionário pergunte quem trabalhou la...

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.