Header Ads

ad

O fascínio da Rápido Limoeiro pelos chassis Volvo

Por Fortalbus
A Rápido Limoeiro Transporte de Cargas teve uma rápida participação no transporte intermunicipal de passageiros do Ceará entre 2004 e 2009, após a transferência de parte das linhas da extinta Rio Jaguaribe. Neste período a Empresa soube elevar e diferenciar seus serviços na região, sendo até hoje bem lembrada pelos viajantes. 

Além da ligação entre Fortaleza e a cidade de Limoeiro do Norte, fazendo jus ao nome, seus ônibus também cobriam o trecho até a divisa entre o Ceará e o Rio Grande do Norte, atendendo parte da região do baixo Jaguaribe em seus vários horários.

Para iniciar suas operações, a Rápido Limoeiro recorreu para a compra de veículos semi-novos com alto padrão. Um dos destaque da frota era o fascínio pela motorização Volvo, tanto que 70% dos chassi de ônibus presentes na Empresa era Volvo B10M e B12B. 

Além disso, a Rápido Limoeiro seguia uma tradição numérica, onde todos os veículos da frota terminavam com o numeral 9, após o número de ordem na frota, 119, 219, 319, 419, 519, 619, 719, 819, 919, 1019, 1119, 1219 e 1319.

O Volvo B10M era o chassi preferido pelos diretores da Rápido Limoeiro, que buscavam um equipamento robusto, confortável e versátil para as aplicações rodoviárias. Esse chassi conquistou fãs e marcou uma geração ao longo dos anos de produção, por conta do seu motor entre-eixos de barulho inconfundível.

Como já sabemos, o transporte intermunicipal no Ceará foi licitado em 2009, e a Rápido Limoeiro foi uma das empresas que não conseguiram arcar com as exigências do novo sistema de transporte estadual, perdendo assim as suas permissões. Com isto, a Empresa ainda permaneceu por pouco tempo no segmento fretado, e, mais tarde, encerrou suas atividades no setor.

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.