Header Ads

ad

A história da Transbrasiliana na operação da linha Fortaleza x Palmas

Por Fortalbus
A Transbrasiliana Transportes e Turismo, foi uma das maiores Empresas de transporte de passageiros do país, com sede em Goiânia e suas operações chegaram a ser estendidas por 11 estados, inclusive no Ceará. Hoje a empresa vive num processo de recuperação judicial, buscando manter parte de suas operações, na maioria, nas rotas que atendem a Rodovia BR 153, que leva o nome da empresa.

A chegada da Transbrasiliana em Fortaleza ocorreu em 2001, após um processo licitatório da linha Fortaleza x Palmas, na qual a Transbrasiliana saiu vitoriosa. Antes dessa licitação, várias empresas de fora chegou a operar essa linha como a Braga, Montes Belos, Pantanal e Kajyva.

A Transbrasiliana iniciou suas operações na Fortaleza x Palmas com dois horários 08:00 e 19:00 horas, através dos famosos ônibus Marcopolo Paradiso GV 1150 HD e olho de cara soube conquistar o passageiros, principalmente entre os viajantes para Teresina e Imperatriz, onde a Empresa mantém forte atuação e realizava conexões.

A partir daí, Fortaleza se tornou um importante mercado para suas operações fora do "Eixo BR 153" e começou a priorizar no atendimento com os veículos mais modernos, confortáveis e com grande espaço no bagageiro, conquistando passageiros que viajavam com bagagens e encomendas do Ceará para o Piauí, Maranhão, Pará, Goiás e Tocantins.

Conforme a operação da linha ia se firmando, a Transbrasiliana ia escalando novos veículos para a Fortaleza x Palmas, sempre com foco em rapidez, conforto e segurança. Por conta disso, a Empresa colocou para operar fixo no trecho,  os veículos Marcopolo Paradiso G6 1350.

Até que em 2010, a Transbrasiliana colocou no seu horário noturno os mais modernos ônibus da Empresa, os Irizar PB. Esses veículos se tornaram um marco entre os viajantes, pois chamavam muito atenção por conta do seu design arrojado e destino itinerário central. Embora outros modelos de ônibus tenham aparacido em Fortaleza, em substituição.

Em 2011, a Transbrasiliana cancelou o horário com partida diurna das 08:00 horas na Fortaleza x Palmas, passando a operar exclusivamente às 19:00 horas.

No final de 2014, começaram a aparecer rumores sobre a situação financeira da Empresa e a frequência de partidas dos ônibus em Fortaleza, deixou de ser prioridade diária. Até que em 2015, a Transbrasiliana entrou em um processo de recuperação judicial.

Com a recuperação judicial, a Transbrasiliana resolveu suspender a linha Fortaleza x Palmas e diante do enxugamento e cancelamento de parte de suas operações, ocorrida pela crise financeira a administrativa na qual a Empresa passava, a Transbrasiliana foi forçada a diminuir drasticamente sua área de atuação e focou em trechos mais importantes e que fizeram a história de sucesso da marca.

Com a saída da Transbrasiliana, a linha passou a ser operada em 2016 pela Expresso Guanabara em caráter emergencial por um prazo de 180 dias, até que em 2018, a Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT) passou a operação da linha em definitivo para a Guanabara, com partidas semanais.

Essa é mais uma, das várias histórias importantes que a Transbrasiliana Transporte e Turismo teve e tem contribuído para a consolidação do transporte rodoviário de passageiros. A Cidade de Fortaleza, assim como  São Paulo e Rio de Janeiro demostraram que a Empresa sempre pensou longe. 

Torcemos que essa importante marca se recupere e venha conquistar um pouco da glória que teve no passado.  

Um comentário:

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.