Header Ads

ad

Apenas três empresas urbanas de Fortaleza não tem presença de micros na frota

Por Fortalbus
Diante de uma pesquisa que constatou a redução no número de passageiros transportados no urbano de Fortaleza, ficou evidente nas ruas e avenidas um crescimento de micro-ônibus, micrões e mais recentemente uma versão encurtada dos tradicionais ônibus em plena operação nas linhas urbanas da capital cearense.

A entrada dos micros-ônibus no sistema começou a ocorrer no final dos anos 90, como uma forma de combater o transporte ilegal na época e agilizar a operação em algumas linhas com demanda reduzida. 

Mais de 1997 para cá, a participação desse tipo de equipamento só aumentou em Fortaleza, embora hoje os micro-ônibus e micrões apresentem um nível elevado de qualidade e conforto com ar condicionado e wi-fi a bordo.

Mesmo diante desse atrativo operacional, hoje três empresas urbanas de Fortaleza ainda não tem a presença desse tipo de equipamento em suas frotas, a Viação Siará Grande, Aliança Transportes e Fretcar Transportes.

Um fator principal para essa decisão é a ausência dessas empresas em linhas pré determinadas pela  
Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), órgão que gerência o sistema operacional do transporte coletivo, juntamente com auxilio e estudos apresentados pelo Sindiônibus.

Hoje com o uso crescente dos cartões eletrônicos no pagamento das passagens de ônibus, várias linhas em Fortaleza estão operando sem a presença do cobrador, demostrando assim que a aquisição de micro-ônibus e micrões se deve mais pelo fator técnico de demanda de usuários, do que necessariamente redução de custos como vem sendo especulado por muitos opositores do sistema.
  
 Hoje a empresa que mantem o maior números de micro-ônibus e micrões no sistema de transporte urbano de Fortaleza é a Cootraps, até mesmo por conta das linhas na qual a cooperativa atua. Mas as empresas Via Urbana, Fortaleza, Dragão do Mar, Maraponga, Santa Maria, São José, Vega e Santa Cecília, a presença desse tipo de equipamento corresponde a uma parcela da frota.

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.