Header Ads

ad

Conheça o sistema BHS, um novo conceito para o transporte urbano

Por Fortalbus
O sistema de transporte urbano vem se reinventando a cada dia, buscando atender as necessidades das cidades e demandas. Aqui no Brasil em sua maioria, o sistema urbano é atendido por ônibus convencionais, micro-ônibus, cooperativas e os sistemas BRT e BRS.

Em Fortaleza todos os modelos já foram e a maioria está sendo adotado, o modelo com atuação mais curto foi o BRS, que por um longo período de transição fez parte dos usuários das linhas que acessavam a Avenida Bezerra de Menezes, antes do BRT no corredor central.

Agora uma nova modalidade vem ganhando terreno, uma versão melhorada e mais econômica que o tradicional BRT, o modelo Bus High Service (BHS).

Trata-se de um modal de transporte por ônibus que proporciona a integração tarifária e operacional com outros modais e que agrega atributos de conforto ao cliente, como assentos ergonômicos, tomadas de energia, TV a cabo e Wi-Fi gratuito, além de informação em tempo real nas estações. 

As estações terão câmeras de segurança, sistema de sonorização que permitirá a comunicação do Centro de Controle com os passageiros, se necessário. As unidades também contarão com painéis que irão informar o tempo de chegada de cada ônibus, além de bicicletários.

O sistema BHS tem por objetivo buscar o aumento de eficiência operacional por meio da troncalização e racionalização do sistema de ônibus convencional, através das melhorias de qualidade presentes no atual modelo BRT como rapidez, conforto, regularidade e imagem, mas sem construção de canaletas exclusivas segregadas e dispensando obras de infraestrutura pesada.

No Brasil esse modelo vem chamando a atenção de algumas cidades, mais em especial no avançado projeto "TransOceânica" em Niterói-RJ. Onde o corredor terá uma operação de 100 novos ônibus adaptados para o sistema TransOceânico, dos quais 40 serão elétricos. 

Todos os veículos seguem o conceito BHS, com piso baixo e porta dos dois lados. Nesse sistema os ônibus têm ar-condicionado e circulam em faixas exclusivas. As estações estão localizadas em um intervalo médio de 400 metros, para que a população precise caminhar no máximo 200 metros entre uma unidade e outra.

Vale destacar que esse modelo BHS é muito comum na Europa e Austrália, onde os ônibus raramente são utilizados como transporte de massa, por conta da grande oferta de linhas de metrôs e VLTs. Nesses países o sistema de ônibus é completamente diferente do adotado no Brasil e América do Sul.

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.