Header Ads

ad

Projeto determina dois funcionários nos ônibus urbanos de Fortaleza

A vereadora Larissa Gaspar (PPL) solicitou à presidência da Câmara Municipal, durante a sessão desta quarta-feira (22), a inclusão na pauta, do projeto de emenda que sugere pelo menos dois funcionários no sistema de transporte coletivo de Fortaleza.

De acordo com a parlamentar, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro) estiveram presentes na manhã de hoje na Câmara solicitando a atenção para o novo sistema de cobrança eletrônica no transporte coletivo de Fortaleza, que resultou na demissão de mais de 400 cobradores.

Segundo a parlamentar, a previsão é de que a iniciativa do bilhete eletrônico, atinja mais de 5 mil cobradores. “É uma categoria que merece a nossa atenção e a gente pede que a presidência coloque em pauta a nossa emenda que exige a presença de mais de um funcionário no transporte coletivo”, destacou Larissa.

Uso exclusivo de cartões em ônibus na mira do Legislativo
O vereador Evaldo Costa (PRB), entrou com uma representação no Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) contra a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus), contra o que considera prática abusiva, a recusa do pagamento em dinheiro. A medida, segundo o vereador, vem gerando transtornos e constrangimentos aos passageiros, fere direitos dos usuários e se com enquadra como contravenção penal.

“Os passageiros reclamam, com justa razão, que o único aviso para as novas linhas é o adesivo no vidro dianteiro dos veículos. Assim, muitos que não possuem os cartões eletrônicos embarcam e são obrigados a descer. Outros recorrem à solidariedade ou à compra de créditos de outros passageiros, passando por verdadeiros constrangimentos diários”, explicou. 
Com informações: CNews

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.