Header Ads

ad

Artesão cearense produz miniaturas de ônibus reais sob encomenda

Muito mais do que uma paixão de infância, o amor por automóveis pode ultrapassar gerações e se tornar fonte de renda. Rafael Alves, aos 15 anos, despertou o amor pela produção de miniaturas de veículos quando caminhava para a escola e sempre observava o grande fluxo nas vias. A vontade de produzir seus próprios “brinquedos” sempre esteve presente
em sua vida.

Rafael herdou do seu pai a profissão de caminhoneiro. “Meu pai sempre foi motorista e eu também acabei exercendo essa profissão. Já faz uns 2 anos que não trabalho como motorista, e resolvi dar continuidade ao meu projeto, um sonho, que durou mais de cinco anos para poder tirar do papel”.

O material usado nas obras foi mote de estudos ao longos desses anos. “Passei cinco anos trabalhando, anotando em uma agenda e pedindo a Deus uma direção”. Em 2005, Rafael fez sua primeira miniatura para um amigo. “Foi um caminhão caçamba para um colega meu que iria ser um presente para seu pai”.

Catorze anos depois, Rafael se aperfeiçoou e hoje em dia produz caminhões, ônibus e carretas que se assemelham a realidade. “O trabalho é artesanal. Eu faço quase tudo na mão, menos as rodinhas, que vêm de uma fábrica no Rio Grande do Sul”.

O material utilizado é papelão gramatura 60/80 para as carretas e caminhões. É um papel muito parecido com as pranchetas de fazer anotação”. Já os ônibus são feitos de MDF 2.5 ou 2.8 mm. “Eles são todos adesivados, com adesivos digitais e as artes são feitas por mim”.

Os valores das miniaturas de ônibus variam entre R$ 120 e R$ 160. Já os caminhões, de R$ 150 a R$ 450, podendo chegar até R$ 700. Hoje em dia, Rafael tem clientes até fora o país.

“Tanto na Argentina como no Chile. Eu trabalho com carretas, caminhões e ônibus. As carretas e caminhões têm tamanhos padrões e os ônibus são menores para car melhor de enviar pelos Correios”.

As encomendas são feitas através de seu perfil no Facebook ou do número (85) 98842-2297.
Com informações: Tribuna do Ceará

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.