Header Ads

ad

Miniterminal de ônibus será erguido na Praça José de Alencar em Fortaleza

Se na década de 1970, a Praça José de Alencar, no Centro de Fortaleza, foi o ponto de partida de diversas linhas de ônibus urbanos e, posteriormente, com a construção da Praça Castro Carreira, conhecida como Praça da Estação, viu a função de miniterminal mudar de logradouro, nos próximos períodos, esta alteração deve ser revertida.

Embora em moldes distintos do passado, a Praça José de Alencar, que há, pelo menos, 10 anos padece com a degradação e acumula promessas de requalificação, será reformada e voltará a contar com paradas de ônibus, segundo a Prefeitura. A projeção é desativar a Praça da Estação - que também resiste em meio a cenário de desgaste estrutural e insegurança - e deslocar as linhas para o logradouro reestruturado.

Separadas por 650 metros de distância, historicamente, as duas praças se interligam: a José de Alencar, pelo menos, desde a década de 1950 funcionava como um terminal. Em 1987, essa função foi extinta, mas antes disso, a Praça da Estação já havia recebido os pontos de ônibus transferidos da José de Alencar. Bem como outros endereços no Centro receberam as paradas de ônibus.

Além de, no decorrer dos anos, alternar a funcionalidade atrelada ao transporte público, os dois logradouros hoje guardam outra semelhança: a percepção de seus frequentadores sobre a necessidade de reformas e melhorias. Na Praça da Estação, o movimento é sustentado hoje pela circulação de coletivos. A modificação mais recente no local se deu em 2013, quando o espaço foi alvo de uma ação de ordenamento que removeu vendedores ambulantes.

A reforma do espaço foi novamente reafirmada pelo prefeito Roberto Cláudio, na ocasião de anúncio de verbas asseguradas para obras municipais que ainda serão iniciadas pela atual gestão. O prefeito garante que, até setembro de 2019, a Praça José de Alencar terá os trabalhos iniciados. A intervenção engloba tanto a reestruturação física da Praça, com reforma e mudança no paisagismo, como a instalação do miniterminal. O projeto é orçado em R$ 5,1 milhões. A revitalização será conduzida pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), e deve se estender por 12 meses.

"Ao lado (da Praça José de Alencar), vamos construir um miniterminal de ônibus, tendo em vista que o Governo do Estado vai fazer uma grande praça ali na Praça da Estação, onde há um pequeno terminal de integração metropolitana. Vamos levar esse terminal para uma área vizinho à Praça José de Alencar", disse o prefeito. Embora sem especificar data, o Estado, por meio da Secretaria da Cultura do Estado (Secult), informou que a Praça da Estação deve ser revitalizada e incorporada à Estação das Artes. O início da intervenção, cujo projeto será R$ 63 milhões, está previsto para 2019, sem mês definido.

No atual projeto, além das mudanças, as ruas General Sampaio e Liberato Barroso, terão cruzamentos elevados e uma travessia de nível será implantada em frente ao Theatro José de Alencar. "O projeto foi aprovado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em torno do bem tombado. Já foi lançada a licitação, com abertura marcada para o dia 16 de julho. Após essa data, ocorrem os trâmites burocráticos de licitação, que duram entre 45 e 60 dias. "A partir disso, temos a empresa vencedora, que vai fazer a reforma. Em mais 10 dias, a gente inicia a obra", diz a titular da Seinf, Manuela Nogueira. Já de acordo com Roberto Cláudio, coincidindo com o início das intervenções, os ambulantes serão realocados em um espaço alugado na Rua São Paulo.
Com informações: Diário do Nordeste

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.