Header Ads

ad

Embarque na história dos "ônibus Leito" no intermunicipal do Ceará (Parte 2)

Por Fortalbus
Seguindo nossa viagem pela história do serviço "Leito" disponível no transporte intermunicipal de passageiros do Ceará, vamos abordar nessa segunda parte, os ônibus e modelos que fizeram parte entre os anos 90 até os dias atuais. Apertem os cintos na informação e boa viagem na história.

Nos anos 90, já com a denominação Busscar, a encarroçadora catarinense equipa o novo leito da Rápido Juazeiro, com o modelo El Buss 360 sobre o chassis Volvo B-10M, originalmente sem o ar-condicionado e adaptado alguns anos depois. A ausência sentida foi a falta do nome característico de cada leito.
Os últimos leitos adquiridos pelas 2 empresas vieram na carroceria Busscar, modelo Jum Buss 360, chassis Volvo B-10M, 24 poltronas, ar-condicionado, sendo um para a Rápido Juazeiro e 2 para a Rio Negro.
       
O percurso percorrido pelos leitos das 2 empresas entre Fortaleza e o cariri era preferencialmente pela BR 116.

Nos anos 2000, com a aquisição das linhas da Expressul e da Transceará  a Expresso Guanabara passa a atender a região Centro Sul e o cariri com ônibus leito, fazendo conexão em Iguatu, utilizando ônibus de carroceria Marcopolo,  modelo G6 Paradiso 1200, tração 4x2, chassis Mercedes-Benz O-400RSE e 26 poltronas.

Em 2005, a Rápido Juazeiro e a Rio Negro transferem suas linhas para a Guanabara,  encerrando suas atividades. 
         
A Guanabara passa  a fazer o percurso direto entre a a capital e o cariri, tanto por Iguatu, quanto pela BR 116, via Icó, incorporando veículos com o novo chassis Mercedes-Benz O-500 RS. Nesse mesmo ano, a empresa surge com uma nova denominação para o seu serviço leito, que passa a chamar -se Glamour.

Em 2006, a Guanabara renova com Busscar e Marcopolo,  predominando a primeira, com o modelo Jum Buss 360, tração,  chassis e quantidade de poltronas semelhantes ao do ano anterior. Apenas 2 modelos Marcopolos G6 Paradiso 1200.
        
Nos anos de 2007 e 2008, a renovação foi com modelos Marcopolos Paradiso G6 1200. Em 2009, a empresa vem com o novo lançamento da Marcopolo, a Geração 7, seguindo essa tendência até 2011.

Em 2012, entram em cena os leitos com chassis O-500 RSD Blue Tec 5, tração 6X2 e  28 poltronas,  fiéis a  carroceria Marcopolo Paradiso 1200, G7.
         
No ano de 2013, a renovação foi semelhante.
2015 foi o último ano em que a Guanabara adquiriu veículos na categoria Glamour. Com efeito, em 2016 é lançado o Galaxy,  com a introdução  do Double Decker da Marcopolo, modelo Paradiso 1800. Chassis 0-500 RSD, oferecendo 2 tipos de serviços,  o executivo com 48 poltronas no andar superior e, o leito no inferior 12 poltronas,  com Wi-Fi   tomadas USB, entretenimento,  manta e água mineral.

O ano de 2017 segue com a aquisição de novos Double Deckeres,  repetindo-se na renovação de 2018.
Em 2019, a Guanabara inova com 2 grandes novidades no segmento leito e executivo, com o incremento de veículos tipo Double Decker de 15 metros de comprimento , 4 eixos   chassis O-500 RSDD 8X2, carroceria Marcopolo 1800 DD e carroceria Busscar Vissta Buss DD, ambos com 52 poltronas executivas no andar superior e 12 leitos no inferior.
Atualmente,  mais algumas cidades cearenses estão sendo atendidas com acentos leitos. Sobral, que chegou a contar com o leito ainda no serviço Glamour da Guanabara por um período, retomado hoje com o Double Decker,  Camocim e Jijoca de Jericoacoara,  através de ônibus Double Decker carroceria Comil Invictus e  chassis Mercedes-Benz O-500 RSD, da Fretcar,  Quuterianópolis, Crateús e Novo Oriente, com Marcopolo 1800 DD e mesmo chassis, da Viação Princesa,  ambas com serviço duplo, executivo e leito,  ressaltando que com exceção da Guanabara,  a tarifa cobrada para as demais empresas é a de executivo, mesmo no serviço leito.

Reveja o inicio dessa fascinante história acompanhando a Parte 1, clicando aqui.

Um comentário:

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.