Header Ads

ad

O período de renovações entre as empresas de ônibus

Sistemas do transporte público de cidades do Brasil e do exterior vivem atualmente fase de renovação das frotas de ônibus urbanos e, com ela, aumenta a movimentação de entregas de grandes de lotes de veículos.

A Mercedes-Benz acaba de anunciar negócio que envolve 170 ônibus para operadoras de Salvador (BA). A marca venceu licitação da primeira etapa de um programa maior, que visa incorporar na capital baiana 1 mil unidades novas nos próximos quatro anos. Todos os chassis são do modelo OF 1724, com previsão de entrarem em operação entre os meses de agosto e setembro. Do lote, 77 unidades seguem para a Plataforma Transportes e 93 para a OT Trans.

A Mercedes-Benz comemora, afinal, a cidade de não fazia investimento em veículos há quatro anos, além de “região marcada por forte presença da concorrência”, observa Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing Ônibus da fabricante. “O melhor desempenho de nossos produtos e serviços e o nosso custo operacional foram fatores determinantes na hora da negociação”, conclui o executivo em nota, que calcula ter alcançado participação de 40% no sistema de transporte de Salvador no primeiro semestre.

Somente no período dos seis primeiros meses do ano, dentre chassis convencionais, articulados e biarticulados, 145 unidades para São Paulo, 65 para Curitiba (PR), 120 para Santiago, no Chile, e 700 para Bogotá, na Colômbia. Agora, anuncia outros 50 articulados para renovação da frota de Santo Domingo, capital da República Dominicana.

O lote representa a maior fatia (63%) da licitação vencida pela marca, se posicionando como a maior fornecedora de chassis articulados na renovação. Os modelos B340M seguirão para o Operador Metropolitano SA, empresa pública responsável pela gestão do transporte coletivo da cidade.

Os veículos, encarroçados pela Comil, com 22 metros de comprimento, possuem capacidade 30% maior em relação aos articulados convencionais de 18 m e entrarão em operação ainda neste segundo semestre, fazendo integração com as linhas alimentadoras e com o metrô.

“Nossos articulados aumentarão a capacidade de transporte em Santo Domingo, onde até então só operavam veículos menores”, conta em nota Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America. “Ao transportar mais passageiros, os novos Volvo vão melhorar muito a mobilidade urbana desta que é uma das mais populosas metrópoles do Caribe.”

A Volkswagen Caminhões e Ônibus também já soma várias negociações de chassis desde o início do ano, como entregas em Aruba, Equador e São Paulo. Agora, mais um lote de 28 ônibus seguirá para MoveBuss, operadora do transporte público da capital paulista com atuação nas zonas Leste e Sul.

Os ônibus, dos modelos Volksbus 17.230 OD, 15.190 OD e 17.260 OD, são encarroçados pela Caio e equipados com ar-condicionado, conexão wi-fi e tomadas USB.
Com informações: Auto Industria  

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.