Header Ads

ad

Veja como foi o sucesso do Volvo B7R no mercado cearense

Por Fortalbus
Os produtos Volvo marcaram grande presença no transporte intermunicipal e turístico do Ceará, principalmente durante os anos 90 com os modelos B10M, B58, B12R entre outros. E não foi diferente com o lançamento do modelo Volvo B7R, que em pouco tempo no mercado sou conquistar e fez muito sucesso entre as empresas cearenses, entre elas; Expresso Ipú Brasilia, Auto Viação Horizonte, Expresso Serrano, Gertaxi Turismo, Fretcar Locação e Itamaraty Viagens e Turismo. 

Nessa reportagem vamos abordar a aceitação e o desempenho que o chassi Volvo B7R demostrou entre as empresas e os empresários. No final dos 90, a Volvo lançou o B7R, um chassi traseiro para a linha de urbanos também com opção de piso baixo, alem de rodoviários para curtas ou médias distâncias e com duas opções de motorização, 230 e 285 cv. 

Na época, o Volvo B7R agradou os empresários cearenses porque, além de ter potência para subidas de serra, como foi o caso da Ipu Brasília e da Serrano, o chassi oferecia um alto nível de conforto, por sua suspensão a ar e dimensionamento para ar condicionado, o que permitiu atender o segmento de turismo, que sempre foi um dos pontos fortes no mercado local.

Seja no transporte rodoviário de passageiros, em linhas regulares onde os ônibus tem que vencer os rigores da Serra da Ibiapaba, a “Serra Grande”, ou no serviço de receptivo e tour pelas paradisíacas praias do Ceará, transportando turistas com alto nível de exigência, o B7R mostrou ser um veículo feito sob medida para as necessidades dos transportadores daquela região, permitindo oferecer serviços de alta qualidade com elevado desempenho e baixo consumo de combustível reconhecida no mercado.

A Expresso Ipu Brasília, por exemplo, foi uma das empresas que utilizou o modelo B7R nas linhas rodoviárias do Ceará. Os B7R na época chegaram para somar-se à frota de 18 Volvo (B10M) em um total de 25 ônibus que eram utilizados pela Empresa para atender as linhas regulares que tinha entre Fortaleza, Sobral, Camocim, Tianguá, São Benedito e Carnaúbal, com trajetos que variam de de 270 a 590 quilômetros.

Na época, colocamos o B7R para um teste rigoroso, vencer a Serra da Ibiapaba, conhecida também como Serra Grande, que tem 12 quilômetros de curvas e rampas íngremes como em nenhuma outra serra brasileira”, observa o Diretor Presidente da Ipú Brasília, Antônio Carlos de Lima. Além de agradar os passageiros pelo elevado nível de conforto e segurança, os novos veículos apresentaram “excelente relação de consumo de combustível, principalmente considerando que o ar condicionado fica ligado o tempo todo”, segundo o empresário.

A Expresso Serrano Ltda, que também operava no transporte rodoviário de passageiros em linhas regulares dentro do Ceará com uma frota de 18 veículos, atendia principalmente os usuários das linhas que ligam Fortaleza a Viçosa do Ceará e Tianguá, última cidade antes da divisa com o Piauí, com paradas em todas as cidades que ficam no caminho, tipo Frecheirinha, Sobral, Irauçuba, Itapajé entre outras. 

Os B7R incorporados à frota da Expresso Serrano faziam um trajeto que soma 720 Km – ida e volta – passando, da mesma forma, pela Serra Grande. O proprietário, Petrônio Nunes da Silva, considerou seu desempenho satisfatório, e “do agrado dos passageiros, pelo nível de conforto proporcionado na época”.

Já a Auto Viação Horizonte, possuía cinco unidades da marca na frota de 20 ônibus, atuando na época tanto no transporte rodoviário intermunicipal como no de turismo receptivo. A compra do seu primeiro B7R fez a linha Fortaleza x Itapipoca, com extensão de 170 quilômetros, mas sua configuração permite também atender a área de turismo.

O serviço de receptivo e turismo pelo litoral cearense sempre foi a especialidade da Organização G. Neves e Cia Ltda, a Gertaxi Turismo, que já a Empresa contava na época com 40 veículos Volvo na frota de 95 ônibus. Os seus primeiros B7R no início de 1999, para atender o segmento de turismo, equipados com carroceria Marcopolo GV 1000 Luxo. A configuração do B7R, era com motor traseiro e longarinas retas, permitiu colocar 50 lugares com elevado nível de conforto, com ar condicionado, TV e videocassete.

Satisfeita com o desempenho de seus 40 Volvo B10M, versão 4x2 e 6x2, a Gertaxi não hesitou em experimentar os chassi B7R. “Os turistas pagam caro pelos pacotes de viagem que os trazem até aqui, e nada mais natural do que oferecer para eles o que há de melhor em transporte rodoviário”, argumenta Eugênio Luiz Neves da Silveira, diretor administrativo da Gertaxi.

Economia de combustível também foi o ponto forte identificado na época pela Itamaraty Viagens e Turismo Ltda, que possuía dois ônibus, sendo um B10M e um B7R para atender a demanda de receptivo e turismo no litoral cearense. “O turista, principalmente o do Sul, só quer saber de ar condicionado ligado o tempo todo”, conta Jane Mary Guimarães Maya que, com o irmão Jackson José Guimarães, administra a empresa voltada exclusivamente para o turismo. 

Além do receptivo de aeroporto, seus veículos percorrem os cerca de 190 quilômetros que separam Fortaleza de Aracati, onde fica a famosa praia de Canoa Quebrada, a mais distante considerada ponto de visita obrigatória para quem visita o litoral cearense. Com carrocerias Busscar de 48 poltronas, seus veículos priorizavam o conforto, sem dispensar itens como ar condicionado, TV, videocassete, frigobar etc. “O B7R tem um nível de consumo excelente, mesmo com o ar condicionado em funcionamento ininterrupto”, constatou na época a empresária, satisfeita.

Antes de ser essa gigante do transporte rodoviário intermunicipal do Ceará, a Fretcar Locação na antiga gestão atuava apenas no segmento de receptivo turístico e também no transporte de funcionários públicos. Mas nessa época, a Fretcar também apostou na compra de unidades com chassi B7R por conta da versatilidade comprovada. Os resultados obtidos na época pela Fretcar com o ônibus com chassi Volvo B7R teve resultados satisfatórios que, após experimentar as duas primeiras unidades, adquiridas em 1998, a Empresa decidiu investir em outras duas.

A Rápido Crateús também quando ainda operava nas linhas intermunicipais do Ceará, adquiriu 6 unidades do modelo El Buss 340 com chassi Volvo B7R e escalou esses veículos na linha Fortaleza x Crateús, com 450 quilômetros de extensão.

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.