Header Ads

ad

88% da frota de Fortaleza já opera com autoatendimento

Dos 1.736 ônibus que compõem a frota da capital cearense, 1.542 veículos já possuem o sistema com o uso de bilhete como pagamento, o que representa aproximadamente 88% do total. De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), cerca de 14 linhas de ônibus de Fortaleza ainda devem receber a instalação do serviço de autoatendimento.

Atualmente, 145 veículos ainda operam com pagamento em dinheiro e representam cerca de 8,3% da frota total. Eles devem ser adaptados para a nova modalidade ao longo de 2020. De acordo com o gerente de operações do Sindiônibus, João Luis Maciel, “todos os carros em que era possível fazer a adaptação já operam com autoatendimento. Não há um prazo ainda de quando a frota vai estar 100% nesse sistema. Esses ônibus são de 14 linhas que passam pelos corredores das Avenidas Bezerra de Menezes e Aguanambi.”

Para que essas linhas que passam pelo Bus Rapid Transit (BRT) possam atuar na modalidade de autoatendimento, o Sindiônibus deve implantar catracas de pagamentos nas estações da Avenida Bezerra de Menezes e Aguanambi. “Num processo de adaptação desses 145 veículos que operam nas estações, existe essa hipótese de ter a catraca, mas sem previsão, por enquanto”, ressalta Luis.

Segundo ele, além do controle da entrada dos passageiros, a catraca está inserida no contexto da prevenção de vandalismo nas estações. “Hoje, as estações da Avenida Bezerra de Menezes fecham às 23h. Já as estações da Aguanambi não têm nem portão para fechar, são abertas o dia todo, e isso implica em custo operacional. É preciso pagar funcionário para ficar vigiando a noite inteira”, explica o gerente de operações, ressaltando a necessidade de prevenção às ações criminosas. “Nas estações da Aguanambi, por exemplo, a presença de profissionais é constante”, acrescenta.

Cartões
O Bilhete Único e o Vale-Transporte Avulso estão entre as opções de cartão de transporte no sistema de autoatendimento. O Sindiônibus afirma que cerca de 96% da população usuária do transporte público já utiliza o crédito eletrônico como pagamento. Tanto o Bilhete Único e o Vale-Transporte Avulso podem ser carregados em postos específicos, como farmácias e bancas de jornais, conforme Luis. “Temos um telefone para o qual as pessoas interessadas em serem conveniadas podem ligar e a gente faz o cadastramento. À medida que o próprio comerciante percebe que tem demanda e vantagens para o comércio dele ser nosso credenciado, ele solicita e a gente faz”, afirma.
Com informações: G1 Ceará

Um comentário:

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.