Header Ads

ad

A passagem do modelo Caio Giro pelo fretamento cearense

Por Fortalbus
Em 2002, a Caio Induscar apresentou ao mercado o modelo Giro, era o primeiro rodoviário que representava a nova fase da encarroçadora de ônibus. Em três versões diferentes de altura, 3200, 3400 e 3600, foi considerada uma das carrocerias nacionais com mais tempo em linha de produção.

A Família Giro se destacou no mercado por conta das várias opções de acabamento, visando atender preferencialmente o frotista que atuavam nos segmentos de Turismo, Fretamentos e os Rodoviários de linhas curtas e médias.

No Ceará, as duas primeiras unidades foram adquiridas pela Transnacional Transportes, ambos na versão 3400 e com chassis Mercedes-Benz. Apesar de idênticos, os modelos apresentavam diferenças entre eles, pois o de prefixo 365 (e depois 067) é OF-1721 com fabricação 2003, já o 370 (e depois 068), possuía chassi OF-1722 com ano e modelo 2006.

Além da motorização, alguns detalhes na carroceria exemplificam pequenas alterações que o modelo recebeu, tais como a ultima janela curva e a grade dianteira redesenhada. Ao contrário do OF-1722 que foi adquirido zero em 2006, o outro pertenceu a Expresso União, empresa de Minas Gerais.

Em 2011, a Fretar DFT logística, que também atua no ramo de fretamento contínuo, também incluiu o modelo Giro 3400 em sua frota. Oriundos da Empresa paulista Tursan – Turismo Santo André, as unidades semi-novas possuem chassis Volkswagen 17.210 e prefixos 043 e 048.

Atualmente, a Caio Induscar vem se focando no fornecimento de carrocerias do tipo urbano e micros. O segmento rodoviário vem sendo atendidos pela Busscar, que retornou ao mercado através do Grupo Caio e vem conquistando novos clientes. 

Um comentário:

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.