Header Ads

ad

Miniterminais de ônibus em Fortaleza estão com entrega atrasada

Parte da tarefa de interligar uma capital como Fortaleza é executada, diariamente, pelos sete Terminais de Integração. Além deles, quatro outros equipamentos menores seriam implantados para desafogar o sistema de transporte público. Os “miniterminais” dos bairros Messejana (Washington Soares), José Walter, Centro e Barra do Ceará foram anunciados pelo prefeito Roberto Cláudio em março de 2018, mas nenhum dos equipamentos foi entregue.

O prazo para início do funcionamento das unidades de Messejana (Washington Soares), e do José Walter, na Av. Bernardo Manuel, era dezembro passado. Quase um ano depois, as duas obras ainda estão em processo licitatório, constando na Central de Licitações de Fortaleza como em fase de “inscrição de propostas”. O valor da licitação para o Miniterminal de Messejana (Washington Soares) é de R$ 4,3 milhões, e para o do José Walter, R$ 5,8 milhões, totalizando mais de R$ 10 milhões de investimento em infraestrutura.
Miniterminal da Washington Soares na Messejana
Já o equipamento previsto para o Centro, que em março do ano passado estava “em estudo”, é uma das principais intervenções da Nova Praça José de Alencar. Em setembro deste ano, todos os feirantes foram retirados para início das obras, que devem durar 15 meses – ou seja, até dezembro de 2020. Após esse prazo, então, o miniterminal deve ser entregue, a fim de suprir, segundo a própria gestão municipal, a demanda deixada pela remoção do terminal de ônibus na Praça da Estação.

O quarto miniterminal listado pelo prefeito Roberto Cláudio foi o da Barra do Ceará, que seria construído na avenida Coronel Carvalho e entregue em julho deste ano. A obra, contudo, sequer está listada na Central de Licitações, de modo que não há divulgação de valores envolvidos na construção ou estimativa de prazos para conclusão.

Estrutura
Segundo a Prefeitura de Fortaleza, cada unidade terá plataformas, quiosques, banheiros, postos de atendimento do Bilhete Único, videomonitoramento e patrulhamento por agentes da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF). Em Messejana (Washington Soares), o miniterminal deve atender cerca de 70 mil usuários de 13 linhas de ônibus. Também previsto para dezembro passado, o equipamento do Bairro José Walter é projetado para atender 130 mil pessoas em 33 linhas por dia.
Miniterminal do José Walter
Na ocasião do anúncio das intervenções, Roberto Cláudio apontou que o objetivo dos miniterminais é “cobrir as lacunas entre os terminais e facilitar ainda mais os deslocamentos na Capital com pagamento de apenas uma tarifa”. O chefe do Executivo mencionou, ainda, que dois outros bairros receberiam uma unidade cada, mas que isso dependeria “de estudos e remodelação de linhas, além da demanda dos usuários”.

A Secretaria de Infraestrutura (Seinf) informou, por nota, que “as obras de construção dos Miniterminais de Ônibus dos bairros Messejana (Washington Soares), José Walter e Centro têm previsão de início para o segundo semestre de 2020”. A Pasta disse, ainda, que a definição de localização dos demais Miniterminais será feita com base na Pesquisa Origem-Destino 2019, que está em andamento. A Seinf, entretanto, não respondeu questionamento sobre o atraso na entrega dos equipamentos ou prazo para finalização.
Com informações: Diário do Nordeste

Segue aqui o edital de proposta para construção de um desses miniterminais, clique aqui.

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.