Header Ads

ad

Como era a operação do "Lote 2" antes da licitação cearense?

Por Fortalbus
O futuro das linhas rodoviárias intermunicipais que atendem as regiões do Maciço de Baturité e o Sertão Central será decidido novamente através de um processo licitatório, na qual será escolhida uma Empresa ou um Consórcio que irá operar as 22 linhas que fazem parte do Lote 2, assim como ocorreu no período 2009-2019.

Espera-se que se tudo correr normalmente, o Lote 2 já estará sendo operada pela Empresa ou Consórcio vencedor a partir de Abril/2020. Devido a incerteza da viabilidade financeira e econômica desse lote e o grande risco que o edital de licitação não consiga encontrar empresas interessadas e dispostas a pagar o valor de R$ 4 milhões só na outorga.

O possível é que para garantir o atendimento por ônibus rodoviários para as cidades dentro dessas regiões, seja a formação de um Consórcio composto por 03 empresas que já atuam no intermunicipal cearense, Guanabara (Lotes 4, 6 e 7), Princesa dos Inhamuns (Lote 3) e a Via Metro (Lote 8). Juntas elas ficariam credenciadas através do Consórcio, para operar e dividir as 22 linhas intermunicipais com uma frota composta por 31 veículos. 

E como era a operação dessas regiões antes da licitação?
Aproveitando esse clima de incertezas, vamos relembrar quais eram as empresas que operavam na região do Maciço de Baturité e Sertão Central até ser concretizado a primeira licitação das linhas rodoviárias intermunicipais no Estado do Ceará em 2009.

Observando a área de cobertura das linhas e cidades contidas "hoje" dentro do Lote 2 (Baturité e Quixadá), podemos relembrar que as regiões eram divididas pelas operações das seguintes empresas; Fretcar Locação e Transporte e a Redenção Transporte e Turismo.

A Fretcar Locação e Transporte já operava na região do Maciço de Baturité, inclusive a origem da empresa nas linhas do rodoviário cearense ocorreu através da compra de algumas linhas da Empresa Redentora nos anos 90. 

Com a nova e atual administração da Fretcar, foi o momento onde a Empresa mais cresceu, chegando a comprar as linhas da ZN Pinheiro poucos tempo antes da licitação. 

Essa compra demostrou que a Fretcar tinha feito um investimento e iria sim disputar na concorrência pública para operar todas as linhas do Lote, pois no Maciço de Baturité ela já reinava.

Cidades já operadas pela Fretcar no Lote 2 antes da licitação de 2009;
Guaramiranga, Mulungu, Pacoti, Redenção, Baturité, Aracoiaba, Aratuba, Gado dos Ferros, Caio Prado, Palmácia entre outras. 

Uma das grandes perdas para o intermunicipal cearense, foi a saída da Redenção Transporte e Turismo das linhas rodoviárias. A Empresa sempre apresentou uma longa tradição, inovação e respeito no transporte de passageiros em várias regiões do Ceará desde 1936.

A Redenção Transporte e Turismo chegou a concorrer na disputa da licitação das linhas rodoviárias em 2009, na época a Empresa escolheu operar apenas no Lote 2, ganhando força através de um Consórcio formado entre a Redenção e a Útil S/A.

A Redenção na época tinha toda uma estrutura já montada no Ceará e uma frota composta por 42 veículos relativamente novos para época, mesmo assim, a Empresa decidiu apostar todas as suas fichas na disputa apenas do "Lote 2" (Baturité-Quixadá), região na qual iria disputar diretamente com a Fretcar. 

Um fato estranho para a época, foi a Redenção ter aberto mão da região do Acaraú, Itarema e Jijoca de Jericoacoara (atual Lote 5), onde a empresa sempre atuava com os melhores veículos da frota e até com ônibus Double Decker.

Com a desistência da Útil S/A em participar do Consórcio e do processo de licitação do Ceará, a Redenção perdeu força financeira e ficou sozinha nessa disputa com a Fretcar. 

Como a Fretcar na época tinha a frota de ônibus mais nova e conquistou a maior pontuação nos quesitos exigidos pelo edital de licitação, a Empresa saiu vitoriosa para operar o Lote 2 no período (2009/2019), o que acabou acontecendo.

Cidades já operadas pela Redenção no Lote 2 antes da licitação de 2009;
Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Milhã, Pedra Branca, Mombaça, Piquet Carneiro, Banabuiú, Dep. Irapuan Pinheiro entre outras.

Futuro do Lote 2 (Baturité-Quixadá) 
Independente do resultado, nós do Fortalbus vamos aguardar e acompanhar todos os trâmites na certeza que nenhum passageiro viajante dessas regiões do Ceará sejam penalizados no seu direito de deslocamentos entre a capital cearense e o interior.

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.