Header Ads

ad

"Lote 2" do Intermunicipal cearense será licitado

Por Fortalbus
Logo após ter saído a notícia que a Fretcar Transportes Rodoviários Ltda encerrará em breve sua operação nas linhas intermunicipais que englobam o Lote 2 (Baturité/Quixadá), muitos passageiros ficaram ansiosos para saber qual será o desfecho no atendimento dessas regiões. O Governo do Ceará garantiu a todos os passageiros viajantes que a Fretcar Transportes seguirá operando normalmente no Lote 2 até Março de 2020. 

Após a saída operacional da Fretcar Transportes das 22 linhas que compõem as regiões do Maciço de Baturité e o Sertão Central, compete ao Estado do Ceará dá uma solução para garantir o atendimento do transporte rodoviário por ônibus para as cidades que fazem parte do Lote 2. 

A maneira encontrada pelo o Estado nesse momento é promover um processo licitatório que tem como objeto a outorga da concessão para a contratação de uma concessionária ou consórcio para exploração do Serviço Regular Interurbano de Transporte Rodoviário de Passageiros do Estado do Ceará dentro da área de operação 2.

Para isso, a Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) iniciou uma audiência pública com duração de 30 dias para divulgar e obter subsídios para o aprimoramento da minuta do edital de licitação referente à área de operação nº 02 do sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros do Estado do Ceará. 

Municípios da Área de Operação 2

Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Banabuiú, Barreira, Baturité, Capistrano, Choró, Dep. Irapuan Pinheiro, Guaramiranga, Ibaretama, Ibicuitinga, Itapiúna, Milhã, Mombaça, Mulungu, Ocara, Pacoti, Palmácia, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Quixadá, Quixeramobim, Redenção, Senador Pompeu, Solonópole.

Dados operantes da Área de Operação 2

Quantidade de linhas: 22

Frota operante mínima: 31

Corredores Rodoviários Principais: CE-065/CE-356, CE-060/CE-356 e BR-116/BR-122/CE-359/CE-060/BR-226

Algumas exigências para a Empresa ou Consórcio poder operar a Área de Operação 2

* Pode concorrer a licitação do Lote 2, qualquer Empresa ou Consórcio (formado por até 03 empresas), seguindo todas as exigências do Edital;

* 100% (cem por cento) de toda frota de ônibus devem estar equipados com sistema de ar-condicionado, no início da operação do Lote 2;

* Disponibilidade de Frota Operante;

* Idade da Frota Operante; 

* Disponibilidade de Garagem;

* Proposta de Preço de Tarifa;

* Declaração de Idoneidade da Licitante;

* Declaração de Conhecimento das Condições de Operação;

* A Empresa ou Consórcio deverá ofertar uma frota mínima de 31 ônibus, todos eles equipados com poltronas de encosto e assento estofado, Revestimento de poltronas em tecido ou vinil, Apoio para braço dos passageiros em cada lateral e Braço central retrátil;

Vale a pena lembrar
Cabe ao Governo do Estado do Ceará através da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) regular, explorar, organizar, dirigir, coordenar, executar, delegar e controlar a prestação de serviços públicos relativos ao Sistema de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros e aos Terminais Rodoviários de Passageiros, conforme o disposto no art. 303 da Constituição Estadual.

Deseja ler na íntegra o Edital de Licitação das Linhas Intermunicipais da Área de Operação 2, clicando AQUI.

10 comentários:

  1. Está na hora da Fretcar entregar as linhas de Jeri tbm kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza e o correto seria entregar pra verdadeira dona no caso a REDENÇÃO que tbm é dona das linhas do Sertão Central todas tomadas pelo governo CORRUPTO de 2009

      Excluir
  2. Guanabara ( adquirindo leves ) ou Via Metro ??????

    ResponderExcluir
  3. Estranho porquê ai no mapa, Itapiúna e Choró estão fora da linha vermelha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Choró é via Quixadá e Itapiúna/Caio Prado, imagino eu, pertencem a área licitada mas estavam com seus trechos atendidos pela Fretcar, paralisados.

      Excluir
  4. Só linha ruim. Fez certo a Fretcar em entregar, na atual conjuntura acho difícil alguma empresa arriscar investir pra não ter retorno. Vale lembrar que são linhas saturadas pela pirataria.

    ResponderExcluir
  5. Gente se no Brasil existisse fiscalização de verdade nada disso estaria acontecendo Guanabara chegou do nada e ficou Fretcar com a ajuda do governador corrupto de 2009 o certo seria tem emprego querendo entrar vamos fazer todas entrarem o brasil de meda sem fiscalização sai Benedito fazendo linha com ônibus sem banheiro eeeee

    ResponderExcluir
  6. Fretcar tem que entregar todas as linhas para redenção transporte e turismo se existe fiscalização justa isso tem que acontecer

    ResponderExcluir
  7. se e pra devolver então Guanabara fecha as portas

    ResponderExcluir
  8. Porque a expresso Guanabara esta empresa está monopolizando todo o transporte rodoviário do ceará não pode acontecer isso.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.