Header Ads

ad

O impasse sobre o Lote 2 no intermunicipal cearense

Por Fortalbus
Com a chegada do fim do prazo estipulado pela ARCE - Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará previsto para este mês de março, o impasse sobre o futuro do Lote 2 que envolve o transporte intermunicipal cearense no atendimento das regiões do Maciço de Baturité e o Sertão Central está incerto. 

Muito já se foi cogitado, debatido em audiências públicas e muito mais, mais a uma coisa já certa até então, é a saída da Fretcar Transportes da responsabilidade operacional desse lote, já que a mesma não demonstrou interesse na renovação dessa bacia alegando a instabilidade do retorno financeiro nos próximos 10 anos devido ao grande número de topiques e transportes clandestinos que atuam na região do Maciço de Baturité totalmente às margens da lei que rege um transporte digno. 

Todo o Lote 2 não é ruim, mas é sabido que a Empresa ou Consórcio que assumir a operação dessa bacia já saberá que terá que arcar e operar por completo o Lote, mesmo que algumas linhas da Serra não tenha apresentado nos últimos anos nenhum retorno financeiro e muito menos cobrir os investimentos na frota exigidos pelo Edital. 

O mais provável que aconteça e já vem sendo especulado pelo próprio setor cearense de transporte, é que o Governo do Ceará através da ARCE vão aceitar a formação de um Consórcio formado pelas empresas associadas ao Sinter Ônibus - Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Intermunicipal e Interestadual do Ceará, que vão dividir a operação desse lote. 

Com isso, o Lote 2 (Maciço de Baturité e Sertão Central) seguirá igual e a mudança poderá ocorrer apenas na divisão operacional de algumas linhas e regiões ficando dessa forma: 

O Maciço de Baturité poderá ser operado pela Via Metro e a Empresa São Benedito, atendendo as cidades de Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Capistrano, Choró, Guaramiranga,Mulungu, Itapiúna, Pacoti, Palmácia, Redenção (setor rodoviário) entre outros. 

A região do Sertão Central deverá ser dividido a operação entre a Expresso Guanabara e a Viação Princesa, ficando as duas responsáveis pelo atendimento de Fortaleza com as seguintes cidades; Quixadá, Quixeramobim, Banabuiú, Dep. Irapuan Pinheiro, Milhã Mombaça, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Senador Pompeu, Solonópole via Quixadá entre outras. 

Com essa possível divisão do Lote 2, as empresas associadas vão ter como remanejar veículos já presentes em suas frotas para operar as linhas dessa bacia, sem deixar nenhum passageiro desasistido de um transporte por ônibus rodoviários e semi-rodoviários.

3 comentários:

  1. A viametro vai ter que adiquiri onibus rodoviario então???

    ResponderExcluir
  2. A empresa via metro ficará com a operação das linhas metropolitanas de Redenção com os carros já existentes em sua frota entretanto para as demais cidades como Baturité, Aracoiaba entre outras ao qual já tinha o serviço rodoviário ficará com a empresa São Benedito que tem carros com a configuração necessária para operar na área serrana. (Lembrando que até o momento é só especulação) Assim sendo vamos esperar as ordens de serviço a serem elaboradas nestes dias

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.