Header Ads

ad

Ônibus de Fortaleza passam por higiene nos terminais em cada viagem

Por Marcelo Raulino
A Prefeitura Municipal de Fortaleza ampliou as medidas de higienização nos transportes coletivos. Agora o processo está sendo feito uma vez a cada viagem nos próprios Terminais de Integração da Prefeitura. Anteriormente, a limpeza era realizada diariamente nas garagens das empresas associadas ao Sindiônibus.  

A medida, segundo o prefeito Roberto Cláudio, vem garantir uma maior proteção aos usuários nos serviços de transporte coletivo da Capital contra a pandemia do coronavírus. Segundo o coordenador da Divisão de Operações da Etufor, Raimundo Rodrigues, antes de os ônibus seguirem viagem é realizada uma limpeza completa nos corrimões, bancos, portas e locais onde os usuários tocam para evitar a contaminação. Ele observa que também nos terminais foram instaladas pela Socicam, empresa que administra os terminais, pias externas com água, sabão liquido e álcool gel para higienização dos usuários, sempre havendo a reposição dos produtos.

Quanto aos trabalhadores, observou que a Prefeitura garante os EPIs dos seus servidores e a Socicam e as empresas de ônibus dos seus funcionários.  “As medidas vem dar mais segurança para os usuários. Várias pessoas passam pelos terminais e ônibus, por isso realizamos essa limpeza geral para evitar a proliferação e a permanência do vírus nos locais”, disse.

Com relação a frota de ônibus, Raimundo destacou que após o fechamento do comércio, indústria, órgãos públicos, escolas, entre outros, houve uma redução brusca da utilização do transporte coletivo em Fortaleza.

“Hoje a demanda é de 20% dos dias normais, isto é inferior a demanda do domingo. Caso mantivéssemos a frota total, teríamos vários ônibus circulando vazios pela cidade. Mas para manter o equilíbrio e evitar superlotação, deixamos 102 veículos reservas nos terminais, que são usados quando a demanda aumenta nas linhas. Assim adequamos a demanda com a quantidade de ônibus, mas sempre com uma folga, pois pode ser que ocorra algum atraso ou quebra do veículo. Isso acontece de 5 as 22 horas para dar um maior conforto e evitar aglomeração”, ressaltou

Nenhum comentário

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.