Header Ads

ad

A história e as empresas operadoras do trajeto entre Fortaleza x Picos

Por Fortalbus
Cerca de 540 quilômetros e 08 horas de viagem em ônibus separam a capital cearense a cidade de Picos, localizado na região centro-sul do Piauí. O grande fluxo de pessoas que se deslocavam entre Picos para Fortaleza em busca de um futuro melhor vem ocorrendo desde a década de 70. 

E para atender essa demanda foi criada a linha para atender o trecho entre Fortaleza x Picos, que começou a ser operado por ônibus rodoviários, através da Viação Picos, a primeira operadora em realizar esse trajeto, que depois  foi adquirida pela Empresa Redenção.

Nessa época, a Redenção já era responsável pelo atendimento por ônibus em mais de 60 municípios cearenses, e resolveu estender sua área de atuação até Picos pela BR-020 e passando por cidades ás margens da rodovia; Fortaleza, Canindé, Madalena, Boa Viagem, Pedra Branca, Tauá, Parambu e Picos.

Em 1987 nasce a Empresa Redentora, através de uma cisão operacional ocorrida na Empresa Redenção. Após essa divisão, a Redentora passou a operar algumas linhas, entre elas a Fortaleza x Picos no interestadual e outras que atendem as cidades próximas a BR-020 dentro do Ceará.

Durante anos, a Empresa Redentora foi responsável pela operação da linha, escalando ônibus com variação de motorização entre dianteiro e traseiro. Mesmo assim, a Redentora marcou época por conta do grande número de horários ofertados e rapidez na operação do trecho.

No inicio dos anos 90, a Empresa Gontijo de Transportes ingressa na operação da linha Fortaleza x São Paulo via Picos e Petrolina, passando a agitar uma possível concorrência entre os passageiros que viajavam no trecho entre Fortaleza e Picos. 

Até que em 2001, surgiu a oportunidade da Companhia São Geraldo de Viação em ampliar sua participação no mercado nordestino e acirrar a disputa de mercado com a até concorrente, Empresa Gontijo. Através da aquisição da linha Fortaleza x Picos que era operada pela Empresa Redentora. 

Com isso, a Fortaleza x Picos começou a escrever uma nova história e um padrão de operação apenas com veículos de motor traseiro. A São Geraldo de Viação seguiu operando o trecho com os mesmos horários, até que após uma restruturação operacional do Grupo Gontijo, foi diminuindo a presença da São Geraldo no transporte rodoviário, até que em 2015 saiu a decisão pela fusão da marca. 

Em 2007 a Fortaleza x Picos passou para as mãos de mais uma empresa de ônibus, a Viação Nacional S/A. Desde então, a Viação Nacional vem dividindo a operação da linha com a Gontijo, embora a presença dos ônibus da Gontijo está cada vez mais forte no horário diário das 20:30 horas.

Hoje os passageiros que desejam viajar entre Fortaleza x Picos conta com apenas com 1 horário diário às 20:30 horas, três partidas semanais as terças, quintas e sábados às 09:00 horas na Fortaleza x São Paulo via Picos e um horário extra aos domingos às 19:30 hs. O preço da passagem em média está por R$ 129,00.

Um comentário:


  1. A história e as empresas operadoras do trajeto entre Fortaleza - Picos
    “Cerca de 540 quilômetros e 08 horas de viagem em ônibus separam a capital cearense a cidade de Picos, localizado na região centro-sul do Piauí. O grande fluxo de pessoas que se deslocavam entre Picos para Fortaleza em busca de um futuro melhor vem ocorrendo desde a década de 1970.

    E para atender essa demanda foi criada a linha para atender o trecho entre Fortaleza x Picos, que começou a ser operado por ônibus rodoviários, através da PRIMEIRA OPERADORA?????? em realizar esse trajeto, que foi a Empresa Redenção”.

    MAS, a história é bem outra!!!!!!!

    É anterior a tudo isso; haja vista, no jornal Correio do Ceará, do dia 02 de março de 1951 -p.5-, esse trajeto era percorrido pela Viação Picos, via Iguatu, onde realizava o pernoite, para no dia seguinte seguir em direção à Campos Sales, “km 60” (lugar, no Piauí, ainda hoje conhecido por essa denominação), e então chegar a Picos. As viagens partiam de Fortaleza, às 5ª feiras, às 6:30 horas; chegando, também em Fortaleza, às 2ª feiras, às 20 horas.

    Todavia, antes de tudo isso, deve-se saber que empresa Expresso Vale do Jaguaribe, segundo dado mais antigo – informação colhida no Anuário do DNER, 1974, (órgão responsável pelo Transporte Interestadual, à época) consta a linha Fortaleza - Floriano, via Icó, Iguatu et Picos; que em 1979 Empresa Viação Bonfinense, e em 1983 registrada para a Empresa Gontijo de Transportes. Sendo que, após o registro Bonfinense, a referida linha – Fortaleza – Floriano, passou também a circular via Quixadá et Canindé, bem como, uma rota, só até Picos.

    Porém, nesse interim, no acima referido Anuário do DNER, o primeiro registro constado, em 1980, para a Organização JG Costa et LG Costa (os irmãos Ludgero et José Guilherme) com a fantasia Empresa Redenção, na linha Fortaleza – Picos.

    ENTRETANTO, quando a Expresso de Luxo, desiste das suas linhas intermunicipais, exceto a de Sobral - em 1968, a empresa Expresso Vale do Jaguaribe adquire as linhas de Iguatu, Icó, Várzea Alegre et Campos Sales (hoje, !!!!da extinta Expresso de Luxo). No que acrescem, às já atendidas cidades como Limoeiro do Norte, Jaguaruana, Russas, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte, depois ampliadas, para Cedro, Pereiro, Iracema e Quixeré. Em 1972, com muitas disputas à época com a Transportadora SALGADO consegue a permissão da linha Fortaleza – Cariús, passando por Chorozinho, Quixadá, Quixeramobim, Mineirolândia, Mombaça, Acopiara, Iguatu e Jucás. Carius, era o pretexto, para a rota numa linha para Iguatu, via Quixadá. Em 1978, adquire da extinta Rápido Cascavel, sua primeira (NÃO!!!) linha interestadual, Fortaleza – Pau dos Ferros (RN). Nisso, é possível compreender, que a linha para Floriano (Pi), foi um modo em prolongar a linha para Campos Sales; haja vista, esta era via Icó et Iguatu, e isso, também, pelo ano 1978, algo que já vinha em prática

    Em 1987, (NÃO nasce???) é criada a fantasia Empresa Redentora, através de uma cisão operacional ocorrida na Empresa Redenção; haja vista, a firma jurídica já existia - Organização JG Costa et LG Costa. Após essa divisão, a Redentora passou a operar algumas linhas, entre elas a Fortaleza x Picos no interestadual e outras que atendem as cidades próximas a BR-020, via Canindé, no Ceará.
    As linhas tornaram-se distintas, decisão dos descendentes – nas 2 corporações, que seus pais faziam de maneira distintas, semana SIM e semana NÃO, pelo bloco que eles tinham assim dividido. Numa semana, as linhas na direção Norte, enquanto o outro na direção Sul; para a próxima, inverter.

    ResponderExcluir

O Fortalbus se reserva no direito de selecionar os comentários.